Quinta, 10 Setembro 2015 16:09

Comunidade acadêmica se reúne para debater o PDI 2016-2020

Encontro tem como objetivo discutir as atividades relacionadas ao ensino, pesquisa, extensão e governança da Unifesp

G1 site 1  G2 site 2

A Pró-Reitoria de Planejamento deu início na manhã desta quinta-feira, 10, às Oficinas Temáticas do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Unifesp, período 2016-2020, que visam colaborar no processo de definição da missão, princípios e eixos estruturantes da universidade.

Grupos de trabalhos (GTs), compostos por técnicos administrativos, alunos, professores, diretores e pró-reitores, foram formados durante o encontro para promoverem a discussão das atividades-fim da Unifesp relacionadas ao ensino, pesquisa, extensão e governança sobre o prisma de princípios norteadores e eixos estruturantes, considerando os resultados de análise da Comissão de Acompanhamento do PDI e das reuniões da devolutiva realizadas na Reitoria e nos campi.

Durante os dois dias os GTs terão esse desafio e levarão a debate os temas abordados e a compreensão das ações e ideias, considerada uma etapa fundamental para a construção do plano.

Na abertura do encontro, Soraya Smaili salientou a importância da discussão do tema para a instituição. “Nós não queremos apenas um PDI para cumprir uma obrigatoriedade, uma necessidade administrativa ou o cumprimento das regras e das normas das universidades federais. Nós queremos um PDI que traduza mais o que estamos vivendo e que nos ajude a pensar aonde queremos chegar, para onde nós nos direcionaremos, qual é a missão dessa universidade. Então nós precisamos nos engajar fortemente nesse processo. Vamos atuar juntos”, explicou.

Para o início das atividades, Esper Abrão Cavalheiro, pró-reitor de Planejamento, convidou Olgária Chain Féres Matos, professora da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Unifesp, para iniciar as atividades com a palestra “Marcos Concentuais da Universidade Pública”.

“Olgária situará em que momento da institucionalidade estamos vivendo, não só nessa instituição, mas no país de uma forma geral. O PDI não é somente uma soma dos nossos desejos, mas a soma dos nossos desejos baseado na nossa competência e na realidade do nosso país. Sonhamos baseados naquilo que podemos oferecer para a sociedade e também dentro da possibilidade econômica e política”, esclareceu Cavalheiro.

Um relatório será produzido para contextualizar todas as etapas do processo de construção do PDI.

 

  G3 site 3  G4 site 4

Lido 8127 vezes Última modificação em Terça, 13 Outubro 2015 13:54

Mídia