Portal do Governo Brasileiro Atualize sua Barra de Governo

UNIFESP sediará III EPBio em 2018

No II Encontro dos PETs Ciências Biológicas (EPBio)de São Paulo, que aconteceu em São José do Rio Preto, em outubro passado, foi decidido que a UNIFESP sediará o próximo encontro. O EPBio é um encontro anual que visa debater o tripé da Universidade (ensino, pesquisa e extensão), de modo que os alunos possam compartilhar informações, promovendo aproximação dos grupos PET.

 23518862 1111189678983737 25826579012876478 n

23518872 1111191065650265 873225037264454232 n

23519025 1111188942317144 810958092218063209 n

23519136 1111192888983416 3509087622827144066 n

23559662 1111189398983765 4398268936823190078 n

23559716 1111189895650382 1833207538563005990 n

23559790 1111190548983650 8445365716101738308 n

23559886 1111190052317033 5802187935065910336 n

23561330 1111192245650147 4619219461333204821 n

23561650 1111190382317000 8580564664944541317 n

23561687 1111190322317006 1528244774525896392 n

23561858 1111190955650276 600822513568562406 n

23621415 1111191242316914 3406076136685575428 n

23621447 1111190445650327 3991058861757948407 n

23622005 1111192558983449 1624350650144888643 n

 

 

 

Ciência no Cotidiano apresenta aos jovens fauna silvestre paulistana

Novo programa da Unifesp estreia com cinco episódios, por meio da série Animais Silvestres que Vivem na Cidade

Valquíria Carnaúba

Sagui se escreve com trema ou sem trema? Com a reforma ortográfica, com certeza você já sabe qual a forma certa, mas o webprograma Ciência no Cotidiano promete tirar mais dúvidas sobre esse e outros animais da fauna silvestre paulistana. A produção, realizada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), é composta de vídeos educacionais, voltados ao público do ensino básico brasileiro, que abordam com uma linguagem jovem a relação entre o ser humano e ecossistemas urbanos.

O idealizador do projeto, André Bianco, possuía dois grandes objetivos quando decidiu produzir o material: fazer divulgação científica para estudantes da rede pública de ensino, e mostrar que São Paulo, apesar de parecer um local estéril devido à intensa urbanização, preserva uma rica fauna. Docente do Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF/Unifesp) - Campus Diadema, Bianco acredita que o material pode ajudar a despertar nos jovens a consciência de preservação e o comportamento sustentável.

“Nosso principal foco é o público de fragilidade socioeconômica. A queixa mais comum, entre professores e estudantes de escolas públicas, é a ausência de laboratórios ou de verbas para bancar expedições. Porém, a série chega com a proposta de popularizar a ciência através de fatos presentes no cotidiano, indicando que é possível ir ao jardim da escola e ministrar uma tremenda aula de Biologia”, pontua.

A coordenadora de conteúdo audiovisual da Unifesp e docente lotada no Departamento de Comunicação Institucional (DCI/Unifesp), Luciana Borges, ressalta que o programa é fruto de uma parceria entre o professor do Campus Diadema e departamento, cuja proposta vai ao encontro de um conjunto de ações voltadas à divulgação científica. “O Ciência no Cotidiano é uma das sementes que lançamos em consonância com o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI/Unifesp), com vistas a conteúdos educativos – a chamada educomunicação”, comemora a professora.

A primeira série de episódios, Animais Silvestres que Vivem na Cidade, foi lançada na terça-feira (13/6), e cada um dos programas será disponibilizado uma vez por mês.

Fotos e vídeo no link: http://www.unifesp.br/noticias-anteriores/item/2798-ciencia-no-cotidiano-apresenta-aos-jovens-fauna-silvestre-paulistana

Subcategorias

Subcategorias