Mostra arabe

O Instituto da Cultura Árabe – ICArabe, com correalização do Sesc São Paulo – Serviço Social do Comércio e patrocínio da Casa Árabe, promoverá, de 20 de agosto a 16 de setembro de 2021, a 16ª Mostra Mundo Árabe de Cinema em Casa.

Sobre o ICArabe
O Instituto da Cultura Árabe, baseado em São Paulo, Brasil, é uma entidade civil, autônoma, laica, de caráter científico e cultural. Visa a integrar, estudar e promover as várias formas de expressão da cultura árabe, antigas e contemporâneas, e encorajar o reconhecimento de sua presença na sociedade brasileira. Está aberto à participação de todos os que acreditam ser premente assegurar o respeito às diferenças.

 

  

 Serviços: Eventos

PROGRAMAÇÃO
No Sesc:

  • 20 a 26 de agosto: “A 200 Metros” (o longa, que estreia no dia 17 de setembro no Brasil, terá a sua pré-estreia na mostra. O filme ficará disponível entre os dias 20 e 26 de agosto e terá uma limitação de visualizações).
  • 27 de agosto a 2 de setembro: “Bagdá Vive em Mim” - (filme terá sua pré-estreia na Mostra)
  • 3 a 9 de setembro: “Caos”
  • 10 a 16 de setembro: “Os Espantalhos”
    Na plataforma da Mostra:
  • 20 a 26 de agosto: “Chave de Fenda”
  • 27 de agosto a 2 de setembro: (2 filmes) “Nós somos de lá (longa-metragem)” e “In Memoriam (curta-metragem)”

Mesas redondas online:

  • 27 de agosto, às 18h – Mesa redonda sobre os filmes “A 200 Metros” e “Chave de Fenda”, com o diretor Ameen Nayfeh (A 200 Metros), o produtor do filme “Chave de Fenda”, Shrihari Sathe, a historiadora Maria Aparecida Aquino, professora-titular da USP, com moderação do jornalista Diogo Bercito.
  • 1º de setembro, às 17h – Mesa redonda sobre o filme “Nós Somos de Lá” e o curta “In Memoriam”, com os diretores Wissam Tanios e Otávio Cury, o historiador Murilo Meihy (UFRJ), com moderação de Soraya Smaili, farmacologista da EPM Unifesp e reitora no período 2013-2021, idealizadora da Mostra Mundo Árabe de Cinema.
  • 3 de setembro, às 19h – Mesa redonda sobre o filme “Bagdá Vive em Mim”, com o diretor Samir Jamaleddine, Muna Omran, culturalista e escritora dramaturga, com moderação do jornalista José Arbex.