Equipe Assessoria de Imprensa

Ex-Libris SP

Alexandre Milanetti (16) 99783-4305
Denis Dana (11) 98726-2609
Jayme Brener
Pedro De Biasi

Telefone: (11) 3266-6088, ramal 208
E-mail: imprensa@unifesp.br


Sexta, 01 Julho 2022 15:27

Pesquisa on-line vai avaliar impactos da pandemia na aptidão física em nove países

Estudo liderado por docente da Unifesp investigará consequências na capacidade cardiorrespiratória de adultos

Por Valquíria Carnaúba

Imagem AndrzejRembowskiPixabay portal
(Imagem ilustrativa)

Um time de pesquisadores em Atividade e Aptidão Física da Harvard T.H. Chan School of Public Health, na Universidade de Harvard, está à frente de estudo on-line que investigará o impacto de longo prazo da pandemia de covid-19 no nível de atividade física e aptidão cardiorrespiratória em indivíduos adultos. O projeto, financiado pela norte-americana, será aplicado em nove países - Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Índia, Indonésia, Líbano, Tanzânia e Uruguai.

A principal hipótese é que as mudanças no estilo de vida, ocorridas no mundo todo com a pandemia, impactaram negativamente nos sistemas circulatório e respiratório de grande parte da população adulta mundial, fator de risco tão ou mais importante que a inatividade física e outros riscos cardiovasculares clássicos, como colesterol e tabagismo. Tais mudanças, segundo os pesquisadores, incluem redução do nível de atividade física, aumento no consumo de bebidas alcoólicas e alimentos não saudáveis.

O estudo será liderado por Victor Zuniga Dourado, livre-docente do Departamento de Ciências do Movimento Humano da Unifesp (Campus Baixada Santista) e por Rosana Poggio, cardiologista do Instituto de Efetividade Clínica e Sanitária (IECS), instituição acadêimica independente de Buenos Aires, Argentina. Até maio de 2023, deverão ter sido coletadas de 1500 a 2000 respostas individuais ao questionário de cada um dos países envolvidos - inclusive por aqui.

De acordo com Dourado, o levantamento também fornecerá informações valiosas sobre o impacto das medidas restritivas, dos programas de vacinação, incidência do coronavírus, bem como as diferenças socioeconômicas e demográficas de cada país.

Na sua percepção, o fechamento de estabelecimentos comerciais, parques públicos, academias e centros esportivos, ainda que necessário, promoveu mudanças indesejáveis no estilo de vida, como redução dos níveis de atividade física, maior ingestão de álcool e alimentos não saudáveis, impactando negativamente na saúde física e mental de muita gente.

"Também sou pesquisador visitante da Universidade de Harvard desde 2016, pelo The Lown Scholars Program. Com a pandemia, naturalmente vieram todos esses questionamentos. Foi quando me uni a Poggio a fim de obter o financiamento da norte-americana. Queremos entender o seguinte: se enfrentarmos uma nova pandemia, qual o impacto dessas medidas (vacinação, medidas restritivas, etc) na aptidão física da população desses países?", finaliza.

Paticipe da pesquisa aqui!

 

Lido 740 vezes Última modificação em Quinta, 14 Julho 2022 10:27

Mídia