Imprimir esta página
Terça, 28 Junho 2022 11:20

Tem início o VIII Congresso Acadêmico Unifesp

Edição tem como tema Universidade, Conhecimento e Democracia

Por José Luiz Guerra

Começou ontem (27/6) o VIII Congresso Acadêmico Unifesp. A edição deste ano, gratuita, on-line e aberto para toda a sociedade, tem como tema Universidade, Conhecimento e Democracia.

Participaram da mesa de abertura o reitor, Nelson Sass, a vice-reitora, Raiane Assumpção, o pró-reitor de Assuntos Estudantis, Anderson Rosa, o diretor do Campus Baixada Santista, Odair Aguiar Jr., as coordenadoras da comissão central do evento, Fernanda Gaspar do Amaral, Lidiane Cristina da Silva e Semíramis Domene, o diretor do Departamento de Comunicação Institucional (DCI/Unifesp), Walter Lima, o servidor técnico-administrativo em educação (TAE) George Viana, que representou os(as) demais membros da categoria, o conselheiro do Conselho Estratégico Universidade-Sociedade (CEUS/Unifesp) Valter de Almeida Costa, que representou os(as) demais conselheiros(as), a estudante do curso de Administração da Escola Paulista de Política, Economia e Negócios (Eppen/Unifesp) - Campus Osasco Amanda Mikami, representando os(as) estudantes da universidade, e o docente da Universidade Aberta do Brasil (UAB/Unifesp) Leandro Yanaze, que atuou como mestre de cerimônia.

Primeira parte da mesa de abertura do congresso (Reprodução Youtube)
Primeira parte da mesa de abertura do congresso (Reprodução Youtube)

Odair Aguiar Jr. afirmou que é vital que a instituição abra espaços como o congresso acadêmico, que pode contribuir, de forma racional, para o debate acerca das mazelas da atual sociedade. Walter Lima, por sua vez, lembrou que o tema se conecta com as demandas da sociedade, falou da relevância nacional e internacional dos(as) pesquisadores(as) que participarão das atividades e que, em razão do formato do evento, gratuito e on-line, mais pessoas podem ter acesso às atividades, em especial as que são da comunidade externa.

Lidiane Cristina da Silva exaltou e agradeceu os(as) inscritos(as) no evento e reforçou que o conjunto das palavras universidade, conhecimento e democracia, que compõem o tema central do congresso, estarão presentes em diversas mesas de debate e, inclusive, dão nome às três salas do evento. Fernanda Gaspar do Amaral convidou a todos(as) para participarem do congresso, indicando que será uma semana repleta de encantamento e com todas as atividades que uma universidade pública, gratuita e de excelência pode oferecer. Por sua vez, Semíramis Domene destacou o trabalho colaborativo realizado pelos membros da comissão organizadora na construção da programação do evento e agradeceu aos inscritos e aos expositores.

Segunda parte da mesa de abertura do congresso (Reprodução Youtube)
Segunda parte da mesa de abertura do congresso (Reprodução Youtube)

Comunicando-se em Libras, a representante dos(as) estudantes, Amanda Mikami, ressaltou a importância do congresso para a divulgação científica e destacou a promoção da acessibilidade, por meio da utilização da autodescrição e da tradução em Libras das mesas de debate. George Viana, representante dos TAEs e que também fez parte da comissão organizadora, comentou a respeito do árduo trabalho realizado pelo grupo, que resultou na edição atual. Falando em nome do CEUS, Valter de Almeida Costa felicitou a comissão organizadora pela escolha do nome do congresso, que retrata o real sentido da universidade pública, gratuita, inclusiva e de qualidade.

Anderson Rosa, que também representou as demais pró-reitorias, afirmou que o congresso reforça de maneira precisa que o conhecimento e a democracia são essenciais para a sociedade. "Devemos lembrar que a democracia, apesar de todos os seus defeitos, ainda é o melhor sistema possível e a universidade faz parte desse contexto", completou. O pró-reitor destacou ainda a importância das políticas de ações afirmativas para que a permanência estudantil seja possível. A vice-reitora, Raiane Assumpção, exaltou o trabalho da comissão organizadora e dos demais setores que apoiaram o congresso em sua realização e divulgação. "O Congresso Acadêmico é o local para difundir e colocar em diálogo o que é construído cotidianamente na nossa universidade. Elaborar perguntas e propor respostas é a nossa missão", apontou.

Finalizando a mesa de abertura, Nelson Sass celebrou a realização de mais uma edição do congresso, parabenizando a comissão organizadora pelos árduos meses de trabalho e lembrando das dificuldades impostas pelo terceiro ano de pandemia de covid-19 e pelas restrições orçamentárias. "A Unifesp permanece viva e não vamos perecer jamais. Continuaremos atuando em defesa da democracia e da autonomia universitária". O reitor ratificou também a satisfação de poder participar de mais uma edição do evento. "Esse congresso reitera nosso vigor e nossa capacidade de nos reinventar. Esse evento já está consagrado e com certeza será bem-sucedido", finalizou.

O VIII Congresso Acadêmico Unifesp é realizado no formato totalmente remoto e terá atividades ao longo de toda a semana, com a participação de docentes, TAEs, estudantes e convidados(as) de instituições nacionais e estrangeiras. As inscrições são gratuitas e continuam abertas até o dia 1.º/7, podendo ser realizadas por meio deste link. Para mais informações, acesse a página do evento.

Lido 702 vezes Última modificação em Terça, 05 Julho 2022 12:15

Mídia