Terça, 29 Outubro 2019 11:24

Projeto piloto da Sucupira 2.0 terá participação da Unifesp

Gerenciada pela Capes e pela RNP, plataforma visa fortalecer e estimular o desenvolvimento científico e o fomento à pesquisa

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) foi selecionada para participar do projeto piloto para desenvolvimento da Plataforma Sucupira 2.0. As responsáveis pelo projeto - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), selecionaram, ao todo, seis instituições de ensino superior e 12 programas de pós-graduação.

A Plataforma Sucupira 2.0 tem como objetivo melhorar a usabilidade e os processos da atual Plataforma Sucupira. A construção será colaborativa junto às instituições de ensino superior, inclusive permitindo a interoperabilidade de dados entre os sistemas acadêmicos das instituições e essa plataforma.

Os trabalhos para desenvolvimento da Sucupira 2.0 começam neste ano, se estendendo ao longo de 2020, e consistirá em entrevistas e encontros presenciais com a metodologia Design Thinking. Por parte da Unifesp, participarão das atividades a pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa (ProPGPq), Lia Bittencourt, e a superintendente de Tecnologia da Informação (STI), Lidiane Cristina da Silva. Desde 2007, Capes e RNP atuam em cooperação para fortalecer e estimular o desenvolvimento científico e o fomento à pesquisa, contribuindo para a expansão e qualidade do Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG).

"A oportunidade de co-criar sistemas que possam auxiliar o dia-a-dia dos programas de pós-graduação é uma oportunidade única e muito importante para o nosso desenvolvimento institucional. O valor agregado aos dados faz com que tenhamos a necessidade tê-los de forma mais fidedigna e o mais atualizado possível", explica Lia. Já Lidiane enfatiza que a ideia é deixar os coordenadores dos programas livres para exercer outras atividades que contribuam para qualidade das atividades. “A STI está presente no projeto para antecipar a possibilidade de integração de nossos sistemas com a Plataforma Sucupira visando otimizar o trabalho dos secretários destes programas, bem como suprir uma demanda de automação das cargas de dados”, completa.

Lido 716 vezes Última modificação em Terça, 05 Novembro 2019 14:57

Mídia