×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 569
Quinta, 12 Setembro 2019 10:52

Unifesp lança sua agência de inovação tecnológica e social

No ano em que comemora 25 anos de existência, a universidade lança a agência com foco na inovação social

Por Paula Garcia

lancamento agits
Hugo Cabrera (representante da Tech Life), Mauro Campos (pesquisador do Departamento de Oftalmologia), Elíseo Joji Sekiya (presidente do Instituto de Ensino e Pesquisas - IEP), Lia Bittencourt (pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa), Luiz Eugênio Mello (diretor da Agits), Soraya Smaili (reitora da Unifesp), Jane Zveiter de Moraes (pesquisadora do Departamento de Biofísica) e José Gomes (pesquisador do Departamento de Oftalmologia). (Foto: Alex Reipert)

A Unifesp lançou na quarta-feira (11) a Agência de Inovação Tecnológica e Social (Agits), órgão responsável pelo apoio nas atividades de inovação tecnológica e social, propriedade intelectual e transferência de tecnologia.

A cerimônia foi presidida pela reitora da Unifesp, Soraya Smaili, pela pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, Lia Bittencourt, e pelo diretor da Agits, Luiz Eugênio Mello. Estiveram presentes os demais pró-reitores e diretores da universidade, os membros do Conselho Universitário (Consu/Unifesp), os representantes da Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo (FapUnifesp) e a coordenadora da agência de inovação do Instituto Butantan, Ana Marisa Chudzinski.

O diretor da Agits deu início ao evento agradecendo pela oportunidade de retornar à instituição, após uma longa experiência na iniciativa privada, trazendo competências que podem auxiliar na efetivação do trabalho na área de inovação. Aproveitando a ocasião da assinatura dos dois primeiros licenciamentos da universidade - com as empresas Centro de Biotechnologia e Hycult Biotechnology, destacou em sua fala a importância do ato para além da criação da patente. “A patente, para ter uma utilidade social, precisa passar por um processo pelo qual permite que essa propriedade possa ser usada de alguma forma pela sociedade”, explicou Mello.

Soraya Smaili relembrou o momento da criação do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) até a formatação da atual política de inovação, documento que garante o respaldo e a segurança nas ações de inovação tecnológica e social da Agits. A reitora encerrou a solenidade frisando a importância da produção universitária como função social para a população brasileira. “Nós temos que estabelecer a direção a ser seguida e como devemos agir enquanto universidade. Este é o nosso papel como instituição de ensino, pesquisa, extensão e assistência”, finalizou.

 

Lido 1514 vezes Última modificação em Sexta, 20 Setembro 2019 11:33

Mídia