Quarta, 14 Novembro 2018 11:22

Trabalho da Unifesp serve de embasamento para relatório da Comissão Interamericana de Direitos Humanos

Grupo utilizou dados de estudo da universidade que analisou os Crimes de Maio de 2006

O relatório final do projeto Violência de Estado no Brasil: uma análise dos Crimes de Maio de 2006, elaborado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), serviu de embasamento para a elaboração das observações preliminares da visita in loco da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) ao Brasil. Ligada à Organização dos Estados Americanos (OEA), a comissão visitou o país a convite do Governo Federal entre os dias 5 e 12 de novembro de 2018.

A CIDH visitou o Brasil com o objetivo de observar a situação dos direitos humanos no país. A comissão se reuniu com autoridades estaduais, federais, representantes da sociedade civil e de movimentos sociais, além de coletar depoimentos de vítimas de violações de direitos humanos e seus familiares.

O relatório sobre os Crimes de Maio de 2006 é resultado do projeto de pesquisa em colaboração institucional entre a Unifesp, por meio do Centro de Antropologia e Arqueologia Forense (CAAF) e do Centro Latino-Americano - Escola de Estudos Interdisciplinares e de Área da Universidade de Oxford, Inglaterra. O objetivo do trabalho foi, a partir de uma proposta interdisciplinar e de atuação conjunta com o movimento social Mães de Maio, apresentar uma nova perspectiva sobre os crimes e trazer à tona indícios que apontem que os ataques foram consequência da violência de Estado e que houve falta de investigação sobre esses casos.

O relatório da visita da CIDH ao Brasil pode ser acessado neste link. Para acessar o relatório final do projeto Violência de Estado no Brasil: uma análise dos Crimes de Maio de 2006, clique aqui.

Unifesp sedia reunião da CIDH/OEA

No último dia 9 de novembro, a Unifesp sediou uma reunião da CIDH/OEA. Na ocasião, cerca de 20 movimentos sociais de São Paulo, ligados aos direitos humanos, puderam falar de suas lutas e apresentaram suas reivindicações e denúncias, especificamente em relação à violência contra as comunidades LGBTs, negras, indígenas, vítimas da ditadura, familiares de presos e lutadores contra o sistema prisional.

Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos se reuniu com movimentos sociais na Unifesp
Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos se reuniu com movimentos sociais na Unifesp

Lido 1782 vezes Última modificação em Sexta, 23 Novembro 2018 09:49

Mídia