Terça, 10 Outubro 2017 15:58

Historiadora estadunidense ministra curso e palestra na EFLCH/Unifesp

Barbara Weinstein veio a convite do Grupo de Pesquisas Cidade, Arquitetura e Preservação em Perspectiva Histórica

WeinsteinGRU 2

Durante o mês de setembro, a renomada historiadora estadunidense Barbara Weinstein participou de atividades acadêmicas promovidas pela Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo (EFLCH/Unifesp) - Campus Guarulhos.

Formada em História pela Princeton University e com doutorado em História da América Latina pela Yale University, sob orientação da professora Emília Viotti da Costa, Barbara Weinstein ocupa importante posição no cenário acadêmico latino-americano. Pesquisadora da História do Brasil e da América Latina na New York Univesity (NYU), Weinstein possui obras referenciais sobre o ciclo da borracha, sobre a formação do Serviço Social da Indústria (SESI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), bem como sobre questões de raça e gênero em São Paulo.

A vinda da acadêmica foi decorrente de um convite do Grupo de Pesquisas Cidade, Arquitetura e Preservação em Perspectiva Histórica (CAPPH), coordenado pelos professores Fernando Atique e Manoela Rufinoni. A iniciativa resultou em um minicurso de pós-graduação intitulado Uma História da Cidade de São Paulo: empresariado, raça e urbanização, que sistematizou as reflexões de Weinstein, contidas em seus livros "A (Re)Formação da Classe trabalhadora no Brasil" e "The Color of Modernity: São Paulo and the Making of Race And Nation In Brazil". O minicurso contou com a participação de alunos da Unifesp, UFRJ, UERJ e Unicamp e foi de grande impacto na formação de muitos estudantes.

Weinstein também participou de reuniões com grupos de pesquisa do Departamento de História da EFLCH, cujas temáticas são mais próximas de suas atividades de pesquisa e orientação em Nova York. No dia 25 de setembro, ela se reuniu com o grupo História, Mapas e Computadores (Hímaco), coordenado pelo docente Luís Ferla, no Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP), ocasião em que conheceu o desenvolvimento de um projeto em desenvolvimento, o Pauliceia 2.0, que é apoiado pela Fapesp e desenvolvido entre o Hímaco, o Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT/Unifesp), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a Emory University e o APESP.

No dia 26, ela participou de um colóquio com os pesquisadores do CAPPH, momento em que debateu estratégias de aproximação a temas mais relacionados diretamente às relações Brasil-Estados Unidos. No dia 27, Weinstein participou de um colóquio com os pesquisadores do Laboratório de Pesquisa de História das Américas (LAPHA), coordenado pelos professores José Carlos Vilardaga e Mariana Villaça. Weinstein ainda proferiu a palestra "História Global / Mundial como um campo de pesquisa", em comemoração aos dez anos do curso de graduação e aos seis anos do Programa de Pós-Graduação em História da Unifesp.

"A passagem de Weinstein pela Unifesp estreitou laços acadêmicos entre a NYU e a EFLCH, abrindo perspectivas mais sólidas de colaboração e internacionalização dos programas de pós e dos cursos de graduação do Campus Guarulhos", observou Atique. A vinda da professora Weinstein foi apoiada pela Fapesp, Capes e pela própria NYU.

WeinsteinGRU 1
Professora Barbara Weinstein durante sua passagem pela ELFCH/Unifesp

Créditos das fotos: Dina Roldan e Fernando Atique

 

Lido 6420 vezes Última modificação em Terça, 14 Novembro 2017 14:16

Mídia