Quarta, 23 Novembro 2016 15:29

Curso Supera, parceria da Unifesp com a Senad, completa 10 anos

Mais de 55 mil profissionais de Saúde e Assistência Social já foram certificados

Por Ana Cocolo

O curso Supera (Sistema para detecção do Uso abusivo e dependência de substâncias Psicoativas: Encaminhamento, intervenção breve, Reinserção social e Acompanhamento) – que é oferecido gratuitamente pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), na modalidade Ensino à Distância (EaD) – completa 10 anos.

O projeto é uma parceria com Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad/MJ) e tem o apoio da Associação Fundo de Incentivo à Pesquisa (Afip) na capacitação de profissionais da Saúde e de Assistência Social para abordagem de pessoas com problemas relacionados ao uso de substâncias psicotrópicas. Todo o conteúdo do curso foi formulado por equipes da Unidade de Dependência de Drogas (Uded) e dos departamentos de Psicobiologia e de Informática em Saúde (DIS) da Unifesp, além de pesquisadores das universidades federais do Rio Grande do Sul (UFRGS), do Paraná (UFPR), do Rio de Janeiro (UFRJ), de Juiz de Fora (UFJF), e da Bahia (UFBA).

Para comemorar a primeira década de atuação e mais de 55 mil pessoas certificadas sob as orientações e diretrizes da Política Nacional sobre Drogas (PNAD) e da Política Nacional sobre o Álcool (PNA), foi realizado na terça-feira (22), o Simpósio Comemorativo de 10 anos do Projeto Supera.

Durante a abertura do evento, Maria Lúcia O. S. Formigoni, coordenadora geral do Supera e pró-reitora de Pós-graduação e Pesquisa da Unifesp, explicou que o sucesso do projeto só foi possível graças à participação de vários colaboradores do país inteiro e aos coordenadores regionais que ajudaram a divulgar o trabalho desenvolvido.

Coordenadora do Curso Supera, Maria Lúcia Formigoni, durante evento
Coordenadora do Curso Supera, Maria Lúcia Formigoni, fala sobre o projeto.

Para Roberto Allegretti, secretário nacional de Políticas sobre Drogas (Senad/MJ), mais do que o reconhecimento do projeto, a Senad e o Ministério da Justiça, incentiva sua continuidade. “A maior angustia que temos é de como levar as políticas públicas aos mais de 5.500 municípios do país”, explicou. “O Supera tem conseguido chegar onde precisa, alcançando toda a extensão do território brasileiro, levando a informação aos agentes que trabalham diretamente com o usuário ou dependente. Mais do que isso, essa difusão de informação recai positivamente no trabalho da prevenção ao uso de drogas”.

A abertura do evento também contou com a participação de Valéria Petri, vice-reitora da Unifesp, Raquel de Aguiar Furuie, pró-reitora adjunta de Extensão e Cultura (Proec/Unifesp), José Carlos Fernandez Galduroz, chefe do Departamento de Psicobiologia da Unifesp, Sergio Tufik, presidente da Afip, Jane Zveiter de Moraes, diretora presidente da Fundação de Apoio à Unifesp (Fap/Unifesp), e Maria Elisabete Salvador Graziosi, representando o DIS/Unifesp.

Vice-reitora da Unifesp, Valéria Petri, discursa durante evento
Vice-reitora da Unifesp, Valéria Petri, discursa durante evento

Lido 7577 vezes Última modificação em Terça, 14 Novembro 2017 15:59

Mídia