Sexta, 26 Fevereiro 2016 17:06

Hemocentro da Unifesp precisa de doações de sangue e medula óssea

Atendimento é feito de segunda a sábado, a partir das 8h

Por Mayara Toni

O Hemocentro da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) precisa de doações de sangue e medula óssea. Além de suprir o Hospital São Paulo, ele também abastece os bancos de outros hospitais. São eles: Hospital do Rim, Hospital Geral de Pirajussara, Hospital Estadual de Diadema e Hospital Vila Maria.

“Tanto a doação de sangue quanto a doação de medula são de extrema importância para o hemocentro. São algumas horas do seu dia que podem salvar muitas vidas”, declara Soraya Smaili, reitora da Unifesp que esteve presente no Hemocentro no último dia 23 para fazer a sua doação.

Apesar de parte da população desconhecer, o transplante de medula é um tratamento que pode beneficiar diversas doenças em diferentes estágios, como leucemias, linfomas, anemias graves, hemoglobinopatias, imunodeficiências congênitas, erros inatos de metabolismo, mieloma múltiplo e doenças autoimunes, por exemplo.

Para ser um doador de medula óssea, é preciso que os interessados tenham entre 18 e 54 anos de idade e apresentem bom estado de saúde. É preciso também que o indivíduo não tenha o diagnóstico de HIV, Hepatite C, câncer, sífilis e outros problemas como diabetes. É necessário colher sangue para o teste de compatibilidade (HLA) e não é necessário estar em jejum.

Já para a doação de sangue, podem doar indivíduos com idade entre 16 a 69 anos (necessária autorização de responsável se for menor de idade), que tenham mais de 50 quilos e sejam saudáveis, sem antecedentes de risco para a transmissão de doenças como Hepatites e AIDS.

Serviço:
Endereço: Rua Dr. Diogo de Faria, 824 (Esquina com a Rua dos Otonis) - Vila Clementino
O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30, e aos sábados, das 8h às 13h
Telefone: (11) 5576-4240

Lido 20667 vezes Última modificação em Quarta, 13 Maio 2020 11:46

Mídia