Segunda, 13 Abril 2015 14:23

DGA-Unifesp divulga dicas de boas práticas para economia de energia

O Departamento de Gestão e Segurança Ambiental (DGA/Unifesp) divulga à comunidade acadêmica dicas de boas práticas para economia de energia:

Lâmpadas
- Apague as lâmpadas dos ambientes que estiverem desocupados;
- Dê preferência à utilização de luz natural nos ambientes internos, evitando acender as lâmpadas durante o dia.

Ar condicionado
-Desligue o aparelho quando o ambiente estiver desocupado;
-Mantenha as portas e janelas fechadas evitando o desperdício do ar climatizado;
-Ajuste o termostato conforme a temperatura ambiente;
-Em períodos de inverno mantenha o aparelho desligado ou mantenha-o apenas ventilando.

Equipamentos de informática
-Desligue o computador no final do expediente;
-Desligue o monitor, a impressora, o estabilizador, a caixa de som, o microfone e outros acessórios/periféricos, quando não estiverem em uso;
-Desligue o monitor do computador em períodos de ausência acima de 15 minutos;
-Reduza o brilho/contraste do monitor ou habilite a opção “Economia de energia” ou “Eficiência energética”;
-Configure os sistemas para realizar “hibernação” quando inativos e, posteriormente, o desligamento da estação;
-Avaliar a possibilidade de redução do número de impressoras nos departamentos, centralizando e unificando os locais de impressão.

Elevadores
-Havendo dois ou mais elevadores no mesmo hall, acione apenas um;
-Utilize as escalas para pequenos deslocamentos ou para os primeiros pavimentos;
-Avaliar a possibilidade de desligar, diária e alternadamente, um dos elevadores
em períodos de menor circulação e utilização.

Limpeza
-Realizar a limpeza das lâmpadas e luminárias, propiciando a reflexão máxima da luz nos ambientes;
-Manter os filtros do ar condicionado limpos, para não comprometer a circulação do ar.

Infraestrutura
-Reduzir a iluminação em áreas de circulação, pátios de estacionamento e garagens, desde que não prejudique a segurança nos locais;
-Em áreas externas realizar a substituição das lâmpadas existentes por lâmpadas a vapor de sódio a alta pressão (VSAP) ou vapor metálico;
-Instalar sensor de presença em locais de circulação;
-Contemplar nos projetos de novas construções e reformas, práticas de sustentabilidade que visem a promoção do uso eficiente e racional de energia elétrica;
-Avaliar o emprego de mecanismos de produção de energia in loco, sempre que técnico e economicamente viável;
-Utilizar a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE) nos projetos de engenharia (Instrução Normativa nº 2, de 4 de junho de 2014, da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação);
-Realizar revisões periódicas da rede elétrica, transformadores e quadros de distribuição;
-Procurar proteger a parte externa do aparelho de ar condicionado da incidência do sol, sem obstruir as grades de ventilação;
-Consultar junto aos fabricantes de elevadores a possibilidade de implementação de sistemas de acionamento mais eficientes.

Aquisição de novos equipamentos
-No processo de aquisição de lâmpadas, dar preferência às fluorescentes compactas ou de LED que possuam o Selo Procel;
-Priorizar equipamentos que estejam regulamentados e aprovados no Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) (disponíveis no link http://www.inmetro.gov.br/consumidor/tabelas.asp) e classificados com classe de eficiência energética “A”;
-Considerar a substituição de aparelhos e equipamentos de informática altamente consumidores de energia e de baixa eficiência energética por aparelhos detentores de “Selo Procel” de classe “A”;
-Adquirir aparelhos de ar condicionado de acordo com as dimensões de espaço do ambiente;
-Aquisição de equipamentos de informática com maior eficiência energética.

Departamento de Gestão e Segurança Ambiental da Unifesp

 

Lido 8059 vezes Última modificação em Segunda, 13 Março 2017 11:37

Mídia