O Desenvolvimento da Sociologia Mexicana: uma Comparação com Brasil e Argentina

Conferência do grupo de estudo e pesquisa SciCi - Science in Circulation será no dia 11/4, às 18h

O Desenvolvimento da Sociologia Mexicana portal

A apresentação terá como referência dois artigos recentes sobre o desenvolvimento da sociologia mexicana.

O primeiro artigo Jefes de escuela en la sociologia latino-americana analisa comparativamente as trajetórias dos sociólogos Gino Germani, Florestan Fernandes e Pablo González Casanova. Esses nomes lideraram no Bra­sil, Argentina e México, processos de modernização disciplinar na sociologia entre as décadas de 1950 e 1960, a partir dos seguintes parâmetros: as relações entre intelectuais e Estado, as modalidades de organização dos sistemas acadêmicos, o recrutamento social dos praticantes e as modalidades de produção intelectual.

O segundo artigo Patrones de carrera de los sociólogos mexicanos (1951-1970) defende a hipótese de que a transformação das práticas e estilos de trabalho dos sociólogos mexicanos entre as décadas de 1950 e 1960 foi condicionada por uma alteração do recrutamento social e dos padrões de carreira vigentes na Escola Nacional de Ciências Políticas e Sociais da UNAM.

Inscrições para quem precisa de certificado

Transmissão pelo canal do SciCi no YouTube (não é necessário fazer inscrição)

Lido 518 vezes Última modificação em Terça, 12 Abril 2022 11:06

Mídia