Conexão Ciência

Resumo: Os atuais tratamentos são baseados em isolamento, internação médica e uso excessivo de remédios. Além da dependência química, há questões sociais, psicológicas, econômicas e políticas que precisam ser consideradas. A redução de danos considera esses contextos e surge como modelo alternativo de tratamento.





  • baixar arquivo

    Resumo: As drogas sintéticas podem ser até 100 vezes mais potentes que os alucinógenos naturais. Elas causam dependência e sérios danos físicos e psíquicos. Quem usa esse tipo de droga tem entre 7 e 21 vezes mais chances consumir outras drogas e até aumenta em até 6 vezes a possibilidade de se envolver em situações de violência urbana.


  • baixar arquivo

    Resumo: O tabaco é a principal causa de mortes evitáveis. O vício do cigarro causa problemas cardiovasculares e respiratórios, câncer, diminuição da expectativa de vida em até 20 anos, doença de Alzheimer, menopausa precoce, disfunção erétil e outros. Graças a ações de combate ao fumo, o número de fumantes diminuiu nos últimos anos.


  • baixar arquivo

    Resumo: O álcool faz parte da história humana. Está presente nos momentos festivos, tristes e nas cerimônias religiosas, sendo a droga lícita mais consumida no mundo. Entretanto, a substância pode causar dependência e provocar sérios problemas: intoxicações, violência familiar, crimes sexuais, acidentes graves e mortes.


  • baixar arquivo

    Resumo: Até meados do séc. XX, usar maconha era normal. A planta foi difamada durante décadas devido a questões raciais e interesses comerciais. Hoje, é a droga ilícita mais debatida e consumida no mundo. Quais impactos a legalização provoca no crime organizado? Como os governos podem se beneficiam com a descriminalização?


  • baixar arquivo

    Resumo: O mercado mundial de drogas ilícitas movimenta cerca de U0 bilhões ao ano. Assim como a maconha, o cocaína e as drogas sintéticas, o álcool e o tabaco, apesar de lícitas, também são drogas potencialmente perigosas para a saúde. Este é o 1º de uma série de podcasts sobre o tema, apresentado na revista Entreteses nº 6.


  • baixar arquivo

    Resumo: O corpo humano tem 75 milhões de células, de 200 tipos diferentes. Todas nasceram a partir das células-tronco, que se formam a partir do embrião. Com essas células é possível curar doenças graves, como a angina, que atinge 150 mil pessoas por ano. Saiba como é possível armazenar essas células e utilizá-las no futuro, caso seja preciso.


  • baixar arquivo

    Resumo: As lesões musculares são comuns entre os atletas. Isso se deve aos esforços intensos e repetitivos, à fraqueza muscular e ao desequilíbrio de força entre os músculos. Mas é possível prevenir as lesões através de análises que mostram quais músculos precisam ser mais desenvolvidos do que outros.


  • baixar arquivo

    Resumo: A prática esportiva reduz a mortalidade, impede a evolução de doenças e provoca alterações no organismo, mas nem todos podem praticar exercícios livremente. Os cardíacos e os diabéticos, por exemplo, só podem praticar exercícios com a supervisão de profissionais. Conheça um pouco mais sobre as 3 formas de reabilitação existentes.


  • baixar arquivo

    Resumo: Para as pessoas comuns a diminuição de oxigênio causa muitos incômodos, mas para os atletas ela pode ser benéfica. Os treinos realizados em altitudes e o pré-condicionamento isquêmico melhoram entre 3% e 11% o rendimento dos atletas profissionais.


  • baixar arquivo

    Resumo: A prática de exercícios físicos aumenta os batimentos cardíacos e o ritmo da respiração. Esses efeitos são ainda mais intensos nos atletas. Para se ter uma ideia, durante a prática esportiva o coração deles fica até 30% maior.


  • baixar arquivo

    Resumo: Estudos do genoma humano identificaram que o DNA dos atletas não é igual ao das pessoas comuns. São essas alterações que fazem com que eles sejam campeões. Essa descoberta permitirá identificar para qual tipo de esporte uma pessoa tem predisposição.

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse