Sexta, 09 Abril 2021 12:34

Unidade Hospitalar de Geriatria e Gerontologia do HSP/HU Unifesp passa por reforma

Recursos do Rehuf viabilizaram novo espaço que contará com 10 leitos de internação

Unidade Hospitalar de Geriatria e Gerontologia porta2
O diretor da Gerência de Engenharia e Infraestrutura Hospitalar, Carlos Cesar Meireles, apresenta a nova estrutura do local

A reforma da Unidade Hospitalar de Geriatria e Gerontologia, coordenada pela disciplina de Geriatria e Gerontologia (DIGG) do Departamento de Medicina da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) - Campus São Paulo, foi apresentada durante cerimônia virtual realizada na manhã desta sexta-feira (9/4). A unidade, que está localizada no 11.º andar do Hospital São Paulo, hospital universitário (HSP/HU Unifesp), terá espaço de 196 metros quadrados e contará com 10 leitos de internação. A obra recebeu recursos do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf).

Diante de um envelhecimento cada vez maior da população brasileira, o chefe da DIGG, Clineu de Mello Almada Filho, falou sobre a contribuição da nova enfermaria para o atendimento e recuperação desse público. "O paciente idoso que necessita de hospitalização precisa de um tratamento multiprofissional para que possa perder o mínimo de funcionalidade diante dessa condição, para manter minimamente sua independência funcional e autonomia após a alta hospitalar. Esse trabalho consiste no início de uma reabilitação precoce durante sua internação e esse atendimento compreende uma ação orquestrada de cuidados médicos e de enfermagem, de nutrição, fisioterapia, fonoterapia, terapia ocupacional, psicologia e serviço social".

Unidade Hospitalar de Geriatria e Gerontologia portal3
Marcaram presença no evento diretores(as) e vice-diretores(as) dos campi e das unidades universitárias, pró-reitores(as), chefes e vice-chefes de departamentos, representantes da administração do HSP/HU Unifesp e membros do Gabinete da Reitoria e da comunidade acadêmica

A reitora Soraya Smaili foi representada pela vice-diretora acadêmica do Campus São Paulo, Ieda Maugeri, que enalteceu a satisfação e o orgulho dessa nova unidade reformada, a sua importância para o hospital e para a universidade e o trabalho realizado em conjunto. "É um espaço para melhor atender os cidadãos. Sempre conseguimos sair muito bem das maiores adversidades, como as atuais, e tudo isso acontece pois temos equipes unidas em todas as instâncias da instituição", reforçou. Ela também aproveitou o encontro para citar o empenho da Pró-Reitoria de Administração (ProAdm) e da Reitoria na busca e aplicação dos recursos.

O vice-reitor Nelson Sass, recém-eleito reitor da Unifesp para o mandato 2021-2025, declarou que um momento de construção como esse é algo muito notável, diante da nossa atual situação. "Estamos caminhando para um novo ciclo: o reconhecimento da importância estratégica do nosso futuro Centro de Longevidade, que faz parte do plano de desenvolvimento da universidade". Por sua vez, o diretor-superintendente do HSP/HU Unifesp, José Roberto Ferraro, destacou o mérito da disciplina na questão assistencial, na formação de recursos humanos e na produção de conhecimento, lembrando a função original do HSP/HU Unifesp como hospital-escola, construído com essa finalidade específica.

Passado e presente

Unidade Hospitalar de Geriatria e Gerontologia portal1
Homenagem ao professor João Toniolo Neto, precursor nos estudos em Geriatria e Gerontologia na EPM/Unifesp

Como relembrou o atual chefe da disciplina, o trabalho do grupo de estudos de Geriatria e Gerontologia da EPM/Unifesp teve início em 1986, sob a coordenação do professor João Toniolo Neto, homenageado na ocasião como patrono da nova unidade, que receberá o seu nome. No começo, era um setor da disciplina de Propedêutica Médica (hoje Clínica Médica), com atividades de preceptoria nessa disciplina, cujas internações dos pacientes ocorriam na enfermaria de Clínica (Propedêutica I). Em 1999, tornou-se uma disciplina do Departamento de Medicina, sob a chefia do professor Luiz Roberto Ramos. Há aproximadamente 20 anos, está instalada no 11.º andar do HSP/HU Unifesp.

"Atualmente, contamos com uma atividade de ensino bastante intensa, recebendo 12 novos residentes médicos anualmente. Nosso programa tem duração de dois anos, portanto, em cada ciclo, temos 24 residentes médicos. Além disso, há o programa de residência multiprofissional, com oito profissionais por ano, também com duração de dois anos. Esse modelo de enfermaria ajudará no melhor atendimento de nossos pacientes, assim como será um avanço para o treinamento em serviço de todos esses profissionais. Vale lembrar que um terço dos especialistas em Geriatria no Brasil fizeram sua formação profissional em nosso serviço", ressaltou Clineu.

Lido 431 vezes Última modificação em Sexta, 23 Abril 2021 18:35

Mídia