OVIR - Observatório da Violência Racial

 

ovir_logo.jpg

 

O projeto

O Observatório da Violência Racial (OVIR) é uma iniciativa do Centro de Antropologia e Arqueologia Forense da Universidade Federal de São Paulo (CAAF/Unifesp). Criado por pesquisadoras ligadas ao CAAF, o Observatório da Violência Racial tem como objetivo realizar o levantamento e o monitoramento de informações a respeito do complexo e multifacetado fenômeno da violência racial praticada por agentes institucionais. 

O trabalho tem por base a perspectiva do "genocídio do povo negro", tal como analisado por Abdias do Nascimento. Para o autor, o genocídio se configura como a “recusa do direito de existência a grupos humanos inteiros, pelo extermínio de seus indivíduos, desintegração de suas instituições políticas, sociais, culturais, linguísticas e de seus sentimentos nacionais e religiosos".

Para compreender e atuar contra esse fenômeno, o Observatório da Violência Racial procede à coleta, sistematização, produção e análise de dados relativos à violência racial considerando as gradações e matizes com que é praticada em diferentes âmbitos institucionais. Com isso, visa contribuir para a construção e o fortalecimento de redes de apoio contra a violência racial na sociedade civil;  para a promoção de ações de pesquisa e de intervenção social; para a divulgação dos dados levantados e das atividades realizadas por meio de relatórios, site e eventos; para a formação da comunidade acadêmica e externa por meio de cursos de extensão, grupos de estudos e de pesquisa; para a criação de metodologias de trabalho com foco na partilha de saberes com os movimentos sociais e para o acompanhamento dos debates jurisprudenciais e daqueles que digam respeito a alterações legislativas e formulação/reformulação de políticas públicas.

 

Produtos e resultados esperados

As atividades do Observatório serão objeto de relatórios que serão publicizados por meio do site, que será um repositório de informações sobre a violência contra a população negra e um canal de comunicação com a comunidade externa. Podem constituir produtos decorrentes das atividades do Observatório: a consolidação de programas e projetos de extensão, a realização de ações de pesquisa e intervenção, a oferta de cursos de extensão, a organização de grupos de estudos e de seminários, o fomento à pesquisa acadêmica (trabalho de curso, iniciação científica, dissertação, tese) e a elaboração de artigos científicos.

São resultados esperados a criação de metodologias de trabalho horizontais e participativas; a visibilidade do problema da violência racial, com atenção para os territórios de atuação, e sensibilização da população; o debate qualificado sobre a violência racial na comunidade acadêmica e na comunidade externa à Unifesp; o fornecimento de subsídios à adoção de medidas e elaboração de políticas públicas de prevenção e enfrentamento às diversas formas de violência racial.

 

 

Acesse o Boletim do Observatório da Violência Racial

 

 

OVIR - Observatório da Violência Racial

Coordenação: Diana Mendes Machado da Silva e Marina Pereira de Almeida Mello

Equipe: Ana Maria do Espírito Santo Slapnik, Cássia Aranha, Débora Maria, Edvaldo Antonio de Almeida, Elza Andrea Santos, Jade Soares Garcia de Amorim Mattos, Marina Pereira de Almeida Mello e Rosângela Cristina Martins.

contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.