Sexta, 05 Abril 2024 14:22

Pelo 9.º ano seguido, Unifesp alcança nota máxima no Índice Geral de Cursos (IGC/MEC)

Levantamento revela que 72% das universidades com pontuação máxima são federais

Por Douglas Oliveira

Unifesp Unifesp nota máxima no IGC

Pelo 9.º ano consecutivo, a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) obteve nota 5, a nota máxima no Índice Geral de Cursos (IGC) 2024 – referente ao ano de 2022. Os resultados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Além disso, o levantamento aponta que 72% das universidades com pontuação máxima no IGC são federais.

O IGC é um dos indicadores que integram o conjunto de procedimentos avaliativos previstos na Lei do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Ele corresponde à média das notas do Conceito Preliminar de Curso (CPC) – que avalia cursos de graduação – e dos conceitos Capes dos cursos de programas de pós-graduação stricto sensu, ponderadas pelo número de matrículas de cada curso.

Dos resultados divulgados, 27,7% das instituições avaliadas alcançaram desempenho entre as faixas 4 e 5 do indicador. Além disso, 60,3% obtiveram nota 3, enquanto 11,7% ficaram na faixa 2 e 0,3% na faixa 1, com o conceito mais baixo.

Conceito Preliminar de Curso (CPC)

Seis cursos da Unifesp foram avaliados pelo Inep, por meio do Conceito Preliminar de Curso (CPC). Três deles receberam nota máxima (5): Administração, Ciências Contábeis e Serviço Social; e outros três obtiveram nota 4: Ciências Econômicas, Psicologia e Relações Internacionais.

O CPC leva em conta diferentes aspectos, como desempenho dos(as) estudantes; valor agregado pelo curso; corpo docente; e condições oferecidas para o desenvolvimento do processo formativo.

“Este resultado ratifica o compromisso da nossa universidade na oferta de cursos de graduação e pós-graduação de excelência. É uma conquista fruto de um esforço coletivo que envolve a instituição como um todo. Parabenizamos a toda a comunidade acadêmica, discentes, técnicos(as) e docentes, por esta importante conquista”, comentou Ana Gouw, pró-reitora de Graduação.

 

Lido 667 vezes Última modificação em Sexta, 03 Mai 2024 10:02

Mídia