Bandar Live Casino
Terça, 22 Novembro 2022 16:31

Cerimônia abre o Projeto UAES Incuba no Instituto das Cidades

Iniciativa apoiará coletivos de trabalho inovadores e solidários formados por alunos(as) de cursos de educação profissionalizante da Zona Leste

Por José Luiz Guerra

Pessoas de máscaras sentadas numa sala de aula prestando atenção na apresentação

Em cerimônia no Instituto das Cidades (IC/Unifesp) - Campus Zona Leste, nesta segunda-feira (21/11), teve início o projeto de extensão UAES Incuba - Ingresso Coletivo no Mundo do Trabalho: apoio à constituição e viabilização de coletivos de trabalho inovadores e solidários. A ação, promovida pela Universidade Aberta à Economia Solidária (UAES), apoiará coletivos de trabalho inovadores e solidários formados por alunos(as) de cursos de educação profissionalizante da Zona Leste. As atividades serão realizadas até agosto de 2023, e as informações sobre o curso estão disponíveis na página da UAES/Unifesp.

Estiveram presentes no evento a vice-reitora no exercício da Reitoria, Raiane Assumpção, a deputada federal (Psol/SP) Sâmia Bomfim, a diretora do IC/Unifesp, Patrícia Laczynski de Souza, o coordenador da UAES, Egeu Gomez Esteves, o chefe de Gabinete, Dan Rodrigues Levy, o diretor do Departamento de Comunicação Institucional (DCI/Unifesp), Walter Lima, além de docentes do campus, representantes de movimentos sociais e estudantes.

Egeu Gomez Esteves abriu o evento explicando que o UAES Incuba é um programa multicampi, criado em 2020 e que vinha realizando suas atividades, desde então, no formato remoto em razão da pandemia de covid-19. Reforçou que o projeto, que tem apoio institucional e de emendas parlamentares, surgiu para incentivar a criação de empreendimentos coletivos que incentivem trabalhadores(as) a entrar no mercado de trabalho, e que a instituição buscará tornar o projeto permanente na instituição.

“Estou muito feliz de ver tantas pessoas ocupando um espaço na universidade pública, em um campus que tem a perspectiva de trabalhar junto com a comunidade e com os movimentos sociais”, celebrou Raiane Assumpção. A vice-reitora no exercício da Reitoria agradeceu, na pessoa de Sâmia Bomfim, o apoio dos(as) parlamentares que contribuíram com emendas, que foram fundamentais para o andamento das atividades acadêmicas em tempos de financiamento reduzido das universidades federais. “Pensar no mundo do trabalho é pensar na chance de dar esperança para de vida melhor para pessoas de todas as idades”, concluiu.

A diretora do IC/Unifesp se disse feliz pelo momento e ressaltou que Campus Zona Leste é uma “universidade sem muros“. Destacou que o Instituto das Cidades funciona em um terreno no qual funcionou uma fábrica cujos(as) trabalhadores(as), lutando pelos seus direitos, criaram uma cooperativa no intuito de manter a fábrica. “Esse campus é a universidade do(a) trabalhador(a) e deverá ser sempre assim”. Patrícia Laczynski de Souza lembrou ainda das atividades que já são desenvolvidas no campus, dentre as quais destaca-se o curso de graduação em Geografia, e que a abertura dos demais cursos, que já possuem seus projetos políticos-pedagógicos aprovados, depende de liberação orçamentária para a realização de obras e contratação de docentes e servidores(as).

Samia Bomfim disse ser uma honra e um prazer poder apoiar o projeto, por ser oriunda de escola e de universidade pública. “O conhecimento produzido por essas instituições é fundamental para a sociedade. É triste saber que hoje, infelizmente, o financiamento das instituições federais de ensino superior dependa de emendas parlamentares”, lamentou a deputada, frente aos constantes cortes no financiamento dessas instituições. Ela também destacou a importância da economia solidária em um contexto no qual o acesso ao mercado de trabalho se torna cada vez mais difícil. Por fim, se colocou à disposição para continuar colaborando com a instituição.


Fotos: Alex Reipert

Lido 308 vezes Última modificação em Quinta, 01 Dezembro 2022 10:17

Mídia