Sexta, 20 Novembro 2020 10:42

Pesquisadores da Unifesp criam aplicativo de mapeamento da lotação nos transportes coletivos

Ferramenta foi desenvolvida com objetivo de apontar e mapear situações de lotação e aglomeração nos transportes

Por Juliana Cristina

Pesquisadores e estudantes do grupo de pesquisa-ensino-extensão Rede Mobilidade Periferias, coordenado pelo docente Ricardo da Silva do Instituto das Cidades (IC/Unifesp) - Campus Zona Leste, desenvolveram o aplicativo Sufoco: lotação nos transportes, com objetivo de realizar um mapeamento dos transportes coletivos na região metropolitana de São Paulo (RMSP).

De acordo com Silva, o projeto foi idealizado devido ao histórico do problema de lotação nos transportes coletivos na RMSP – que se agravou no contexto da pandemia do novo coronavírus. Ele aponta que a construção do mapeamento é colaborativa e se dará a partir da vivência das pessoas que efetivamente utilizam ônibus, metrôs e trens, especialmente os moradores das periferias de São Paulo que mais dependem dos transportes coletivos.

Reunião virtual da equipe responsável pela criação do App Sufoco
Reunião virtual da equipe responsável pela criação do App Sufoco

O aplicativo permite que os passageiros enviem alertas de lotação em tempo real dentro dos transportes coletivos. O coordenador do projeto esclarece que cada ponto reportado no mapa terá informações sobre o alerta de lotação, tais como a linha de transporte, dia, horário e condição de lotação. Esses alertas, inseridos no mapa digital do app e no site do projeto, permitirão acesso a informações sobre linhas com maior recorrência de lotação e a formação de uma “rede colaborativa de dados” que auxiliará na constituição de um mapeamento acerca de situações de lotação e aglomeração dentro dos transportes coletivos em São Paulo.

A ação está vinculada a um projeto de extensão aprovado pela Pró Reitoria de Extensão e Cultura (Proec) e também conta com a colaboração de Leonardo Garcez, colaborador no desenvolvimento do aplicativo e mestrando da Universidade do Vale do Itajaí, Tatiana Ashino, colaboradora, arquiteta e especialista pela Unifesp campus Zona Leste, e Cintia de Almeida, bolsista e estudante de história do Campus Guarulhos da Unifesp.

Todos os resultados parciais e finais obtidos pelos pesquisadores serão divulgados no site do projeto e nos meios de comunicação e aos órgãos públicos responsáveis. Informações relacionadas às pessoas que colaborarem com o mapeamento permanecerão anônimas. O aplicativo está disponível para download em Smartphones com sistema operacional Android®.

Print da tela do App Sufoco em funcionamento
Print da tela do App Sufoco em funcionamento

 

Lido 585 vezes Última modificação em Sexta, 27 Novembro 2020 12:44

Mídia