Sexta, 10 Julho 2020 10:39

Mulheres líderes debaterão desigualdades de gênero no Congresso Acadêmico

Por Tamires Tavares

Mulheres que estão em ocupações com características diversas, mas que apresentam em comum o fato de serem líderes em suas áreas, se reunirão na mesa Mulheres em Posições de Liderança, que integrará o Congresso Acadêmico Unifesp 2020. O debate sobre os desafios impostos pelas grandes desigualdades de gênero ainda existentes no Brasil e no mundo ocorrerá no dia 14 de julho, terça-feira, das 16h às 17h30.

No Brasil, de acordo com os dados da PNADC (IBGE), os trabalhadores do gênero masculino, em média, recebem um salário mensal 28% superior ao das mulheres. Essa diferença salarial entre os gêneros aumenta com o nível educacional, sendo que as mulheres com ensino superior têm um salário médio 61% menor que os homens. Além disso, apenas 4,5% das mulheres são empregadoras, em comparação com 6,1% dos homens. Essa diferença de gênero na liderança empresarial aumenta com o tamanho das empresas e é, em média, 90% maior para homens em empresas com mais de onze trabalhadores. As dificuldades na ascensão na carreira, seja ela no setor público ou privado, determina que somente uma pequena porcentagem das mulheres ocupem cargos de liderança, e essa é a principal motivação para as discussões dessa sessão.

Com mediação da reitora da Unifesp, Soraya Smaili, o debate contará com a presença da reitora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Sandra Goulart Almeida; da biomédica, docente da EPM/Unifesp, presidente de honra da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), vice-presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e co-presidente da InterAmerican Network of Academies of Sciences (IANAS), Helena Nader; da gerente geral do Instituto Superação - Formação pelo Esporte, fundadora da APOENA – Projetos Possíveis Consultoria, membro do conselho da Rede Esporte pela Mudança Social (REMS) por 4 anos e ex-coordenadora pedagógica do Projeto Espaço Criança Esperança/SP, Joana Miraglia; e da estudante da Unifesp e membro da diretoria de assistência estudantil da União Estadual dos Estudantes de São Paulo, Vitória Louise Alves.

"Precisamos falar sobre o tema, refletir, estudar e criar ações e estratégias com foco e intencionalidade em transformar essa realidade. Temos muitas mulheres competentes, fortes e que se tornaram referência e modelo para tantas outras, por ocuparem posições de liderança e por se destacarem de forma brilhante nessas posições", enfatiza Miraglia.

A programação completa do congresso pode ser consultada aqui. A participação no evento é aberta a todos(as) os(as) interessados(as). Inscreva-se gratuitamente aqui!

portal dentro mulheres lideranca

 

Lido 1231 vezes Última modificação em Terça, 14 Julho 2020 16:57

Mídia