Sexta, 11 Dezembro 2015 07:51

MEC avalia cursos da Unifesp com nota máxima

Enfermagem e Bacharelado em Ciência e Tecnologia do Mar receberam conceito 5

Por José Luiz Guerra

Os cursos de Enfermagem (Campus São Paulo) e o Bacharelado Interdisciplinar em Ciências e Tecnologia do Mar (Campus Baixada Santista) foram avaliados com a nota 5, conceito máximo concedido pelo Ministério da Educação (MEC) a cursos de graduação. A avaliação foi feita durante o mês de novembro.

A coordenadora do curso de Enfermagem, Suzete Fustinoni, atribui a obtenção da nota máxima ao empenho de todos os docentes, técnicos administrativos em educação, secretários (as), discentes e de todos os demais profissionais envolvidos com o curso. “Recebemos a visita in loco dos avaliadores MEC com grande satisfação e alegria, pois foi uma oportunidade ímpar de evidenciar a excelência do nosso ensino”, disse Suzete. Ainda segundo ela, o conceito atribuído recompensa o esforço da equipe e aumenta a responsabilidade e disposição em seguir em frente, com os mesmos valores que, desde 1942, trouxeram o curso de Enfermagem até aqui, formando Enfermeiros dedicados à assistência dos pacientes sob seus cuidados e ao avanço da profissão e da ciência da Enfermagem.

Já o coordenador do Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia do Mar, Fernando Martins, relembrou das dificuldades enfrentadas no início do curso, em 2012, quando apenas seis docentes faziam parte do quadro e que, atualmente, conta com 58 docentes e 200 vagas anuais para ingresso exclusivamente pelo Sistema de Seleção Unificado (SiSU). “Estamos muito felizes com a nota máxima, pois fizemos um esforço muito grande para elaborar o projeto pedagógico e esse reconhecimento foi nossa recompensa”, diz. Apesar de ter apenas uma turma formada, o curso já possibilitou que alunos conseguissem estágio em grandes empresas da Baixada Santista, como a Petrobras e Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). “Nossa maior esperança é ter mais visibilidade na Baixada Santista”, concluiu o coordenador. “Essa avaliação estimula o campus e faz com que continuemos na luta por uma universidade pública de qualidade científica e socialmente referenciada", completa a professora Sylvia Helena Souza da Silva Batista, diretora da Unifesp na Baixada Santista.

Lido 10448 vezes Última modificação em Quinta, 24 Março 2016 14:12

Mídia