Sexta, 16 Outubro 2015 09:56

Residência pedagógica: pioneirismo da Unifesp na formação de professores

Conheça um pouco do programa desenvolvido pelo curso de pedagogia da instituição

Desde 2009, a Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo (EFLCH/Unifesp) desenvolve em seu curso de Pedagogia a Residência Pedagógica, programa de estágio diferenciado, organizado para atender os estágios obrigatórios, voltado aos graduandos do curso. O programa conta com parceria da Secretaria Municipal de Educação de Guarulhos, que recebe os residentes nas escolas municipais nas quais as atividades serão realizadas.

Por meio dele, todos os alunos do curso de Pedagogia têm a oportunidade de passarem um mês em imersão, em cada uma das modalidades da Residência - Educação Infantil, Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Gestão - nas cerca de 20 escolas participantes do programa. Cada residente tem seu preceptor - professor da Unifesp - que o acompanha durante as atividades desenvolvidas dentro de sala de aula. Todos os semestres cerca de 140 a 160 alunos passam pela experiência da Residência Pedagógica. “Desenvolvemos cerca de 1.800 ações pedagógicas desde 2009, além de outros encontros de formação para os professores da rede municipal”, diz Vera Jardim, coordenadora do curso de Pedagogia da EFLCH/Unifesp.

A atividade do residente consiste em acompanhar o cotidiano de uma sala de aula, participando, juntamente com o professor da escola na qual cursa a residência, do planejamento das aulas, das atividades desenvolvidas e das reuniões realizadas na escola. “É importante proporcionar, na formação, a superação da distância entre teoria e prática baseada na participação do aluno no contexto real da escola”, explica Vera.

Por ser pioneiro no Brasil, o programa já despertou interesse de outras instituições tanto na área da pesquisa quanto na proposta de adoção de modelo semelhante.

 

Lido 11911 vezes Última modificação em Sexta, 08 Janeiro 2016 09:48

Mídia