Celebração do Dia Mundial da Alimentação: o direito à alimentação adequada e sustentável e as interfaces da nutrição

Simpósio promovido pela Unifesp debaterá políticas públicas para regulação de produtos alimentícios e desnutrição hospitalar, além de apresentar projetos sobre temas relacionados à alimentação

Por Denis Dana

folder dia mundial alimentacao 2023

O direito humano à alimentação adequada está contemplado na Declaração Universal dos Direitos Humanos. No Brasil, a Emenda Constitucional n.º 64 incluiu a alimentação entre os direitos sociais, citados no artigo 6º da Constituição Federal. No entanto, a garantia da realização desse direito para todas as pessoas permanece como uma questão a ser enfrentada. O desafio passa fundamentalmente pela formação de profissionais dessa área e será amplamente debatido no Simpósio “Celebração do Dia Mundial da Alimentação: o direito à alimentação adequada e sustentável e as interfaces da nutrição”, que acontecerá no próximo 16 de outubro, data em que é celebrado o Dia Mundial da Alimentação. O evento é promovido pelo curso de Nutrição do Instituto Saúde e Sociedade da Universidade Federal de São Paulo (ISS/Unifesp) - Campus Baixada Santista.

O cenário brasileiro atual revela a importância do debate mais profundo sobre o tema. Dados de 2022 do segundo Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil (II VIGISAN) indicam que 33,1 milhões de pessoas no país não tinham acesso pleno e permanente a alimentos, ou seja, não tinham o que comer, e mais de 50% da população brasileira apresenta algum grau de insegurança alimentar.

“Este quadro de enfrentamento da fome, da má alimentação em todas as suas formas com produção sustentável de alimentos frente à degradação ambiental caracteriza o que se denomina de sindemia global da desnutrição, obesidade e mudanças climáticas. Garantir alimentação adequada para todas as pessoas, vale lembrar, é uma das metas previstas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 2030, da ONU”, destaca Semíramis Domene, docente do curso de Nutrição da Unifesp e uma das coordenadoras do simpósio.

“Frente a esses desafios, é necessário discutir a formação dos profissionais que atuam direta ou indiretamente para a garantia da alimentação adequada e sustentável. Especificamente na área de nutrição, contemporaneamente, a formação enfrenta desafios para trazer a importante temática da sustentabilidade ambiental para o centro dos debates, especialmente em um cenário que mostra o agravamento da fome e revela o importante papel dos sistemas alimentares regenerativos para a saúde das pessoas e do planeta”, diz Semíramis.

A programação do simpósio contempla debates e palestras de Glaucia Assunção Chinen, nutricionista responsável pela equipe de terapia nutricional enteral e parenteral da Santa Casa de Santos (“Desnutrição hospitalar: uma questão de saúde pública e dos nutricionistas”); Giorgia Castilho Russo, nutricionista, mestre em intervenções em políticas públicas de alimentação e nutrição e consultora do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - Idec (“Políticas públicas na regulação de formulação de produtos alimentícios e a proteção da alimentação adequada”); e Aline Martins de Carvalho, professora da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e coordenadora do Sustentarea (“Como promover dieta saudável e sustentável no contexto de insegurança alimentar nacional?”), além da “Mostra de experiências: ações promotoras e defensoras da alimentação adequada e sustentável”, com trabalhos e projetos de alunos e docentes do campus nessa temática.

Serviço:
Celebração do Dia Mundial da Alimentação: o direito à alimentação adequada e sustentável e as interfaces da nutrição
Data e horário: 16 de outubro de 2023 das 13h às 17h
Local: Edifício Acadêmico II - Campus Baixada Santista da Unifesp
End.: Rua Carvalho de Mendonça, 144 – Encruzilhada, Santos/SP

Inscrições gratuitas
Lido 737 vezes Última modificação em Segunda, 16 Outubro 2023 10:04

Mídia