Imprimir esta página
Terça, 14 Abril 2020 15:00

Hospital São Paulo participa de estudo sobre uso de plasma para tratar pacientes graves da covid-19

Trabalho é liderado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP) e envolverá 40 pacientes

Por Daniel Patini

Bolsa de sangue Portal
(Imagem ilustrativa)

Pacientes do Hospital São Paulo, hospital universitário da Universidade Federal de São Paulo (HSP/ HU Unifesp), serão submetidos a um procedimento experimental para tratar casos graves de infecção do novo coronavírus (Sars-CoV-2), responsável pela covid-19, por meio do uso de plasma sanguíneo de doadores curados da doença.

O hospital é uma das instituições envolvidas no estudo nacional liderado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP). No total, 40 pacientes serão convidados a participar do projeto. Atualmente, não há vacinas ou medicamentos com eficácia comprovada no tratamento do Sars-CoV-2.

Dante Mario Langhi Júnior, professor afiliado do Departamento de Oncologia Clínica e Experimental da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) - Campus São Paulo e um dos pesquisadores do estudo, juntamente com José Orlando Bordin, professor titular do mesmo departamento, explica que "essa transfusão de plasma, que é a parte líquida do sangue, tem como objetivo transferir anticorpos de pacientes que se recuperaram da doença para combater a infecção nos indivíduos doentes".

Além da participação no estudo, o pesquisador ressalta que também será considerada a utilização dessa terapia de forma "compassiva" em pacientes muito graves, uma vez que ainda não tem sua eficácia comprovada, mas pode ser utilizada em pacientes que não possuem outra opção de tratamento eficiente. O trabalho foi aprovado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep).

 

Lido 2411 vezes Última modificação em Segunda, 15 Junho 2020 15:00

Mídia