Linha do Tempo

2005: O PRIMEIRO ATO OFICIAL
No ano de 2005, a Universidade Federal de São Paulo - Unifesp assinou convênio com a Prefeitura de São José dos Campos para implantar o, até então, Instituto de Biotecnologia. Nesta época, o reitor havia informado ao Consu sobre a possibilidade de criação de um campus avançado, composto de Hospital e de um instituto de tecnologia. As tramitações avançaram rapidamente para a assinatura do convênio que previa a instalação do Instituto de Biotecnologia ou de Tecnologia Biomédica, que seria dirigido por Angela Maria Tornelli Ribeiro, então Secretária de Saúde de São José dos Campos. O instituto estaria em um terreno de 188 mil m², com 35 mil m² de área construída, em meio ao chamado Parque Tecnológico local. No dia 12 de abril de 2005, a Prefeitura de São José dos Campos cedeu área para implementar o Instituto de Tecnologia Biomédica.

2006: O PROCESSO
Em 6 setembro de 2006, após reuniões ocorridas em Brasília em busca do apoio da Sesu/MEC para a implantação do novo campus, Luiz Juliano Neto referia-se à nova unidade como Instituto de Tecnologia da Unifesp e confirmava os termos da proposta original, esboçada a partir do mês de abril do ano anterior. Entre os meses de julho e setembro de 2005, sob o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo (Fapesp), procederam-se os estudos que resultariam na implantação do Sistema Paulista de Parques Tecnológicos, no qual a Unifesp seria inserida. Visitas técnicas entre professores do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e dos departamentos de ciências básicas, clínica e cirurgia da Unifesp marcaram esse processo, coroado pelo convênio assinado entre as duas partes e a Prefeitura Municipal de São José dos Campos em meados de fevereiro de 2006. Pouco mais de um mês depois, era inaugurado o Parque Tecnológico de São José dos Campos. O planejamento da graduação a ser oferecida em São José dos Campos ocorreria mais tarde. O Conselho de Graduação optou pelo curso de Ciências da Computação, instalado na Rodovia Presidente Dutra, km 138,1. O novo curso teria 50 vagas e daria ênfase à interface entre tecnologia e saúde, sendo o vestibular realizado em conjunto com os demais campi já em funcionamento (Vila Clementino e Baixada Santista) e o dos que seriam inaugurados concomitantemente em 2007 (Diadema e Guarulhos). Planos para o futuro também foram esboçados, como o de implantar cursos de enfermagem e medicina veterinária, além de um curso de biotecnologia.

2007: A INAUGURAÇÃO
No mês de março de 2007, aconteceu a inauguração do Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). O primeiro curso foi o de Ciência da Computação, com 50 vagas no período noturno. O campus começou em 2007 dentro do Parque Tecnológico, que na época também abrigava atividades ligadas ao Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e uma unidade da Faculdade de Tecnologia de São Paulo (Fatec).

Imagem 3

2008: A INSTALAÇÃO
No ano de 2008, aconteceu a inauguração do Campus da Unifesp-SJC na Rua Talim, na Vila Nair. Esse prédio ganhou o apelido também de "rodoviária" pelos estudantes e professores do ICT, devido ao seu telhado.

Imagem4 1

2009: NOVOS CURSOS
Criação do curso de Matemática Computacional.

2010: NOVO PRÉDIO
No dia 13 de agosto de 2010, ocorreu a inauguração do novo edifício do ICT. O ministro Fernando Haddad participou da cerimônia de inauguração, acompanhado do reitor da universidade, Walter Manna Albertoni. A nova estrutura, cedida pela Prefeitura do município, contava com 4 mil m², 12 salas de aula, 40 salas de professores, secretaria acadêmica, biblioteca, auditório e dois laboratórios de informática. Na ocasião, também foi inaugurado o Centro de Convivência Estudantil, com uma infraestrutura com sala de jogos e de TV, além de abrigar o Centro Acadêmico e Atlético da instituição. Com a inauguração do novo prédio, as antigas instalações receberam os outros quatro laboratórios de Física, Química, Biologia e Redes de Sistemas Distribuídos, além do restaurante universitário. Em 2010, o Campus São José dos Campos atendia 434 alunos distribuídos entre os cursos de Ciência da Computação e Matemática Computacional. No período de 2010 a 2013, o Campus São José dos Campos depositou dois pedidos de patentes no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

2011: NOVOS CURSOS E NOVA FORMA DE INGRESSO
Em 2011, a Unifesp optou pelo ingresso por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com 150 vagas em três novos cursos de graduação em São José dos Campos: Bacharelado em Ciência e Tecnologia, Bacharelado em Engenharia de Materiais e Bacharelado em Engenharia Biomédica.

2012: PESQUISA
O Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciências de Materiais (PPG-ECM) foi aprovado pela Capes em 2012, com os níveis mestrado e doutorado, comprovando a qualidade da proposta, dos profissionais e dos laboratórios. Entre os principais objetivos do programa, que desenvolve três linhas de pesquisa (biomateriais, nanomateriais, materiais e processos para aplicações industriais), estão a formação de profissionais altamente qualificados, capazes de desenvolver suas próprias linhas de pesquisa ou aplicar os conhecimentos adquiridos nas indústrias e incentivar o intercâmbio científico com pesquisadores de outras instituições nacionais e internacionais. Também em 2012, foi criado o Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação (PPG-CC), nível mestrado, com três linhas de pesquisa: sistemas inteligentes, sistemas computacionais e otimização. A procura superou as expectativas, atraindo candidatos de diversas regiões do país. Assim como o PPG-ECM, a intenção principal do PPG-CC é a transferência dos conhecimentos tecnológicos para a indústria, o que seria facilitado pelo Parque Tecnológico de São José dos Campos.

2013: BIOTECNOLOGIA
Em 2013, foi aprovado pela Capes o mestrado e doutorado em Biotecnologia (PPG-BT), que funciona em parceria com os campi Diadema e São Paulo. Igualmente aos outros dois programas de pós-graduação do campus, o PPG-BT é constituído por três linhas de pesquisa (biotecnologia molecular, biotecnologia em sistemas fisiológicos e engenharia biológica), tendo como principal meta realizar estudos em áreas básicas e funcionais da biologia e biotecnologia modernas, possibilitando uma formação diferenciada de pesquisadores e profissionais com uma sólida visão interdisciplinar, capacitando os egressos a desenvolver atividades de pesquisa, inovação tecnológica, assim como docência no nível superior.

2014: PRÉDIO PRÓXIMO AO PARQUE TECNOLÓGICO
No dia 22 de agosto de 2014, inaugurou-se o novo Campus Unifesp/SJC, próxima ao Parque Tecnológico. A edificação abrigaria atividades de ensino e pesquisa, contando com 5 pavimentos, 14 laboratórios acadêmicos, mais 8 laboratórios de informática, 20 salas de aula, biblioteca, refeitório e salas de professores. A unidade recebeu do Ministério da Educação (MEC) o investimento de R$ 72,6 milhões. Neste campus, passou a funcionar o Bacharelado em Ciência e Tecnologia (BCT), a partir do qual os alunos poderão dar continuidade à sua formação nas especializações em Biotecnologia, Ciência da Computação e Matemática Computacional, além das Engenharias Biomédica, da Computação e de Materiais.

Imagem 10