Apresentação

picture10 1A área de Materiais é estratégica para o crescimento tecnológico e econômico de um país. Ou seja, a descoberta de novos materiais e/ou a otimização das propriedades de materiais amplamente conhecidos é de grande importância não apenas para o desenvolvimento de novas tecnologias; como as energias alternativas, mas também para o aumento da eficiência de setores produtivos tradicionais como o automobilístico, aeronáutico, alimentício, telecomunicações, agrícola e construção civil. Além disso, a área da saúde é extremamente beneficiada com o desenvolvimento de novos materiais que propiciem uma melhora na qualidade de vida dos seres humanos. O estudo de materiais também se estende ao controle das condições ambientais; no desenvolvimento de tecnologias limpas e; principalmente, na busca de soluções que diminuam os rejeitos, facilitem a reutilização e a reciclagem de produtos de consumo em geral.

Neste contexto, o campo de conhecimento e de atuação profissional conhecido como Ciência e Engenharia de Materiais está relacionado à pesquisa e desenvolvimento, à produção e à aplicação de materiais com objetivos tecnológicos. Desta forma, a área de Materiais está associada com a geração e aplicação de conhecimentos que relacionem composição, estrutura e microestrutura, bem como o processamento dos materiais, as suas propriedades e aplicações. As inter-relações entre composição e estrutura; estrutura e propriedades e; composição e propriedades envolvem conhecimentos aplicados das áreas de Física e Química do Estado Sólido; Química Inorgânica e Química Orgânica; Física e Química de Polímeros; Metalurgia e; Cerâmica Física que, em conjunto, formam a Ciência dos Materiais. Por outro lado, todas essas relações são intermediadas pelos parâmetros e custos de processamento (áreas de atuação das Engenharias Metalúrgica, Cerâmica e de Polímeros) e especificações de produto ditadas pela aplicação a qual se destina o material, o que estabelece o caráter de engenharia desta área.

Assim, o engenheiro de materiais deve estar preparado para todos os desafios tecnológicos além de enfrentarem as mudanças estruturais nas relações e nas funções econômicas e sociais, bem como nas relações de trabalho, causadas pela velocidade crescente com que as novas tecnologias são introduzidas em nosso cotidiano.

Vídeo de apresentação do curso de graduação em Engenharia de Materiais