UTI do Hospital São Paulo recebe Certificação por Distinção

O hospital universitário da Unifesp é o primeiro hospital público a ter uma UTI certificada no país

Por Loane Carvalho

Nesta quarta-feira (7) foi formalizada a entrega da “Certificação por Distinção” no nível platina às UTIs Geral, Neurocirúrgica e Saúde Complementar, localizadas no 6º andar do Hospital São Paulo, hospital universitário da Universidade Federal de São Paulo (HSP/HU-Unifesp).

A docente e chefe do Setor de Terapia Intensiva da Disciplina de Anestesiologia, Dor e Medicina Intensiva da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), Flávia Machado, recebeu o certificado do CEO do IQG Health Services Accreditation - Instituto Qualisa de Gestão, Rubens Covello.

Entrega do Certificado

A entrega aconteceu no hall do andar das UTIs com a presença de Ieda Maugeri, chefe de gabinete em exercício da Reitoria; Gaspar de Jesus Filho, vice-presidente da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM); Rosana Fiorini Puccini, diretora do Campus São Paulo; José Roberto Ferraro, diretor-superintendente do Hospital São Paulo; gestores de outras unidades da Unifesp e SPDM, docentes, colaboradores e alunos.

A certificação, parceria entre a Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB) e IQG, composta por três níveis de avaliação, permite mensurar o estado atual da UTI, viabilizando a comparação com serviços assemelhados e a monitorização evolutiva da qualidade. Avalia os resultados dos desfechos para doenças especificas, condições, ou também de um serviço, associados a eficácia no uso de diretrizes clínicas e dos resultados clínicos.

Flávia agradeceu a todos colaboradores mencionando a união das equipes como ponto de destaque, composta por profissionais com motivação, capacidade e criatividade em superar as adversidades e demonstrar a efetividade que o processo exige. A parceria entre os diversos setores do hospital também foi fundamental para o êxito desta empreitada. “Somos excelentes pois temos processos e não temos medo de reconhecer nossas falhas. Elas são vistas como pontos de melhoria e oportunidades para corrigi-las. Somos platina, mas não estamos satisfeitos. Somos capazes e queremos ser diamante”, concluiu.

Em sua fala, Rubens destacou o imenso orgulho em participar de um evento que alia qualidade com foco na assistência. “Tenho que dar os parabéns pois vocês são a primeira UTI pública certificada por distinção ou excelência deste país”, enfatizou.

O superintendente do hospital disse sobre os malabarismos para manter o atendimento frente à grande demanda oriunda do sistema de saúde, que tem passado por graves problemas orçamentários. “Estamos recebendo este certificado, que muito nos orgulha, numa situação de adversidade. Temos um time coeso e tenho certeza de que iremos chegar ao diamante”, salientou Ferraro.