Qual é o perfil do paciente que infarta jovem?

Por Aécio Góis

infarto jovemFomos surpreendidos com a morte do filho do ex-jogador Cafu, Danilo Feliciano de Moraes, aos 30 anos. 

Quem é esse paciente que infarta jovem?

Habitualmente é considerado jovem para infarto quem tem eventos com menos de 45 anos. O infarto nesta faixa etária representa 3-10% dos infartos gerais.

A maioria dos infartos nessa faixa ainda ocorre predominantemente em homens, apesar de haver um aumento considerável de mulheres nos últimos anos.

Os fatores de risco mais importante são: tabagismo (presente em 75% destes pacientes), dislipidemia e histórico familiar de doença precoce. A mortalidade nesta faixa é de 2,7%, sendo cinco vezes maior nas outras.

A principal causa do infarto é a aterosclerose, entretanto, neste intervalo de idades é mais frequente encontrar infartados com coronárias sem obstrução (coronárias normais).

O quadro clínico do infarto é muito mais típico, com dor bem característica e opressiva. É menos frequente infartar nesta faixa etária apenas com falta de ar. As mulheres tendem a ter mais fatores de risco do que os homens.

Dois achados são bem prevalentes no infarto dos pacientes jovens. Eles têm muito mais depressão e sintomas depressivos antecedendo e precedendo o evento. Além disso, outro achado marcante que correlaciona este grupo é uma vida sexual de pior qualidade tanto nos homens quanto nas mulheres, que precisa ser revertida após o infarto.

Na dúvida procure o seu clínico ou cardiologista.

 

(*) Professor Adjunto da Disciplina de Medicina de Urgência e Medicina Baseada em Evidências da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM/Unifesp); residência de Clínica Médica e Cardiologia, e doutorado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP); coordenador do Curso de Medicina e coordenador de Residência de Medicina de Urgência da EPM/Unifesp; coordenador do Pronto Socorro de Clínica Médica do Hospital São Paulo, hospital universitário da Unifesp (HSP/HU-Unifesp). (Fonte: Lattes)

 

Crédito da imagem: Ativo Saúde