Docente do Departamento de Enfermagem Pediátrica da EPE participa do 1º Treinamento em Pesquisa sobre Ciência da Implementação no Brasil

gacd.jpg

 A professora Priscila Costa, do Departamento de Enfermagem Pediátrica da Escola Paulista de Enfermagem, participou do 1st Implementation Science Research Trainning Brazil- 1º Treinamento em Pesquisa sobre Ciência da Implementação no Brasil.

O evento coordenado pelo Profo Fernando Cendes ocorreu em Campinas na Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp no período de 6 a 10 de novembro de 2018 com apoio da FAPESP e do Global Alliance for Chronic Diseases (GACD) – consórcio de 14 agências de fomento de diversos países, entre as quais a FAPESP. Os organizadores do evento incluíram o Professor Brian Oldenburg, diretor do Collaborating Centre on Implementation Research for Prevention and Control of Noncommunicable Diseases da Organização Mundial de Saúde (OMS), Dr Ed Gregg – Epidemiologista do US Centers for Disease Control, Professor Pilvikki Absetz- University of East Finland, Dr Rachel Sturke – diretora de pesquisa do Fogarty International Center e National Institutes of Health, Professor Li Li Min- Universidade de Campinas, Professor Paulo Saldiva- Universidade de São Paulo, Celina Gorre- diretora executiva do Global Alliance for Chronic Diseases, Professor Rodrigo Moreno-Serra- University of York, Dr Sailesh Mohan- Public Health Foundation of India, Professor Victor Wünsch Filho- Faculdade de Saúde Pública da USP, e Dra Vilma Irazola do Instituto de Efectividad Clinica y Sanitaria (IECS), Argentina & Harvard T.H. Chan School of Public Health.

Os participantes incluíram aproximadamente 40 pesquisadores de diversos países do mundo como Finlândia, Austrália, Canadá, Índia, Estados Unidos, Reino Unido, Bangladesh, Gana, Bulgária, China, Japão e África do Sul e 20 pesquisadores brasileiros. Dentre os brasileiros, quatro pesquisadores eram da área de Enfermagem incluindo a Profa Dra Priscila Costa, que atualmente desenvolve projetos relacionados à promoção do desenvolvimento infantil e da parentalidade para famílias em situação de vulnerabilidade social. Para a docente, o evento representou uma oportunidade singular de aprendizagem sobre a ciência da implementação e a importância do estabelecimento de parcerias e colaborações internacionais.

Considerando que para uma pesquisa científica ser transformada em políticas públicas baseadas em evidência leva em torno de 15 e 20 anos, o objetivo principal do evento foi debater metodologias e estratégias para reduzir a lacuna existente entre as descobertas científicas relacionadas ao cuidado em saúde e sua implementação por meio de programas e políticas públicas. Para saber mais sobre ciência da implementação, você pode ler o artigo: https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(18)32205-0/fulltext