Histórico

A Universidade Federal de São Paulo é uma Autarquia Federal vinculada ao Ministério da Educação, cujo hospital de ensino é o Hospital São Paulo, pertencente à Sociedade Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, entidade sem fins lucrativos constituída por professores da Universidade.

 

A Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) foi uma das pioneiras a implantar Programas de Residência Médica no Brasil. A Residência Médica foi criada seguindo a mesma concepção dos programas desenvolvidos no começo do século, nos Estados Unidos sob a inspiração de Halsted e Osler. Desde 1957, a UNIFESP mantém e procura constantemente aprimorar e modernizar seus Programas de Residência Médica, de acordo com os avanços da medicina e necessidades da sociedade.

Na década de 1960, a Residência Médica era composta de dois ciclos básicos: o clínico e o cirúrgico, aonde se distribuíam os seus vinte médicos, 10 clínicos e 10 cirurgiões. As especialidades se iniciavam apenas no terceiro ano. Nos anos seguintes, a Residência Médica da UNIFESP passou a ser diversificada até que, no presente, 64 programas diferentes são oferecidos para 555 médicos residentes.

A Regulamentação da Residência Médica, com normas uniformes para todo o território nacional, passou a ser desenvolvida pela Comissão Nacional de Residência Médica, criada em 1977. Essa Comissão é responsável pela elaboração das normas e credenciamento dos Programas de Residência Médica.

Na UNIFESP os Programas de Residência Médica são coordenados pela Comissão de Residência Médica - COREME, que está subordinada ao Conselho de Extensão - COEX, presidido pelo Pró-Reitor de Extensão.

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse