Voluntários

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), reconhecida pelo desenvolvimento de pesquisas científicas, oferece vagas para voluntários(as) em diversas áreas da saúde. Confira as vagas do Campus Baixada Santista:

A competência motora é definida como a capacidade de um indivíduo ser proficiente em uma variedade de habilidades ou ações motoras finas ou grossas, essas estão relacionadas ao desenvolvimento das habilidades motoras fundamentais, ou seja, habilidades de estabilidade, locomotoras e manipulativas. Essas habilidades permitem a construção de repertório motor para a progressão de habilidades mais complexas, necessárias nos jogos, esportes e de outras atividades durante toda infância bem como na fase adulta.

A competência motora será avaliada por meio do protocolo de avaliação: MCA (Motor Competence Assessment) que consiste em 6 tarefas: (1) saltar em profundidade, (2) Saltos laterais, (3) correr 10 metros e pegar um objeto, (4) transferir-se de uma plataforma para outra por 20 segundo, (5) chutar uma bolar e (6) arremessar uma bola. A avaliação tem duração de 15 a 20 minutos.

Quem poderá participar: crianças com desenvolvimento típico de 5 a 14 anos de ambos os sexos.

O resultado dessa avaliação permitirá identificar o desenvolvimento da competência motora de seu(sua) filho(a), e auxiliará na orientação de práticas de atividades físicas e esportivas tanto escolares quanto extraescolares, aprimorando essa competência e auxiliando num estilo de vida mais saudável.

Caso tenha interesse em realizar a avaliação entre em contato com: Prof.ª Dr.ª Cristina de Sá, do Curso de Fisioterapia da Unifesp, pelo e-mail cristina.sa@unifesp.br

Um time de pesquisadores em Atividade e Aptidão Física da Harvard T.H. Chan School of Public Health, na Universidade de Harvard, está à frente de estudo on-line que investigará o impacto de longo prazo da pandemia de covid-19 no nível de atividade física e aptidão cardiorrespiratória em indivíduos adultos. O projeto, financiado pela norte-americana, será aplicado em nove países - Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Índia, Indonésia, Líbano, Tanzânia e Uruguai.

A principal hipótese é que as mudanças no estilo de vida, ocorridas no mundo todo com a pandemia, impactaram negativamente nos sistemas circulatório e respiratório de grande parte da população adulta mundial, fator de risco tão ou mais importante que a inatividade física e outros riscos cardiovasculares clássicos, como colesterol e tabagismo. Tais mudanças, segundo os pesquisadores, incluem redução do nível de atividade física, aumento no consumo de bebidas alcoólicas e alimentos não saudáveis.

O estudo será liderado por Victor Zuniga Dourado, livre-docente do Departamento de Ciências do Movimento Humano da Unifesp (Campus Baixada Santista) e por Rosana Poggio, cardiologista do Instituto de Efetividade Clínica e Sanitária (IECS), instituição acadêimica independente de Buenos Aires, Argentina. Até maio de 2023, deverão ter sido coletadas de 1500 a 2000 respostas individuais ao questionário de cada um dos países envolvidos - inclusive por aqui.

De acordo com Dourado, o levantamento também fornecerá informações valiosas sobre o impacto das medidas restritivas, dos programas de vacinação, incidência do coronavírus, bem como as diferenças socioeconômicas e demográficas de cada país.

Na sua percepção, o fechamento de estabelecimentos comerciais, parques públicos, academias e centros esportivos, ainda que necessário, promoveu mudanças indesejáveis no estilo de vida, como redução dos níveis de atividade física, maior ingestão de álcool e alimentos não saudáveis, impactando negativamente na saúde física e mental de muita gente.

"Também sou pesquisador visitante da Universidade de Harvard desde 2016, pelo The Lown Scholars Program. Com a pandemia, naturalmente vieram todos esses questionamentos. Foi quando me uni a Poggio a fim de obter o financiamento da norte-americana. Queremos entender o seguinte: se enfrentarmos uma nova pandemia, qual o impacto dessas medidas (vacinação, medidas restritivas, etc) na aptidão física da população desses países?", finaliza.

Paticipe da pesquisa aqui!

Estudantes da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) estão convidados a participar de uma pesquisa de iniciação científica intitulada “A ansiedade e o comer emocional em estudantes universitários da Universidade Federal de São Paulo durante a pandemia de COVID-19”.

A pesquisa está sendo realizada por meio de formulário online que pode ser preenchido neste link.

O objetivo é investigar a frequência de comer emocional em razão da ansiedade gerada pela pandemia de COVID-19. Os efeitos serão verificados através da análise da qualidade de vida, medição do medo por COVID-19, do nível de depressão, ansiedade e estresse e análise da prevalência de comer emocional.

Colabore! Sua participação é fundamental na condução deste estudo.

Atenção estudante da Unifesp! Participe da pesquisa "Transtorno de estresse pós-traumático em estudantes universitários no período pós-pandemia de SARS-CoV-2".

Sua participação é fundamental para o acompanhamento dos efeitos posteriores à pandemia de Covid-19 na saúde mental dos estudantes. É só clicar aqui para preencher o formulário.

Dúvidas sobre a pesquisa e suas aplicações entre em contato por e-mail: lucianatalianobio@gmail.com ou luciana.taliano@unifesp.br.

O Programa Postural relacionado ao trabalho está recrutando servidores do Campus Baixada Santista da Unifesp para participar de um acompanhamento postural e atendimento fisioterapêutico.

O objetivo é minimizar dores e desconfortos na coluna vertebral e empoderar os mesmos na compreensão do funcionamento e prevenção de agravos à coluna vertebral, além de propiciar a retomada de hábitos saudáveis que possam melhorar a qualidade de vida dos servidores.

Serão 12 encontros semanais com 1 hora de duração cada, onde o servidor poderá optar em participar remotamente, às segundas-feiras, no grupo das 09:00 ou no grupo das 11:00, ou presencialmente, às quartas-feiras, no grupo das 09:00 ou no grupo das 11:00.

No programa serão ofertados uma avaliação individual, exercícios terapêuticos em grupos reduzidos, além de orientações relacionadas a cuidados posturais, com previsão de início em 20 de julho.

Os interessados deverão agendar suas avaliações pelo e-mail: posturar.unifesp@gmail.com

Uma pesquisa do Campus Baixada Santista da Unifesp está realizando o recrutamento de voluntários que sofrem com dor lombar crônica, a pelo menos 3 meses, para participar do estudo intitulado "Efeitos de um programa de redução de estresse baseado em Mindfulness (MBSR), a distância.

A medição Mindfulness tem suas raízes no Budismo Theravada, conhecida como sattipatana vipassana ou meditação do Insight, podendo ser definida como consciência que surge ao prestar atenção de modo intencional, no momento presente e sem julgar. Sua prática secular não depende de qualquer aproximação com filosofias religiosas e tem se mostrado promissor para ajudar pessoas no alívio da dor e melhora na incapacidade física.

O programa, coordenado pela professora Profa. Dra. Alessandra Mussi Ribeiro, é gratuito e terá duração de oito semanas. Os interessados precisam se inscrever por meio de um formulário (clique aqui) e ter disponibilidade para participar de encontros semanais de 90 minutos de duração, via Google Meet.

Em caso de dúvidas, os candidatos podem entrar em contato pelo e-mail: alessandra.ribeiro@unifesp.br ou bueno.juliana@unifesp.br

O Instituto de Saúde e Sociedade (ISS/Unifesp) - Campus Baixada Santista recruta mulheres com fasciíte plantar e/ou esporão do calcâneo para tratamento fisioterapêutico por meio do método Pilates solo.

Para participar do estudo, é preciso ter entre 30 e 65 anos de idade, apresentar dor no calcanhar por mais de quatro meses, ter diagnóstico médico de fasciíte plantar e/ou esporão do calcâneo e não estar submetida a tratamento fisioterapêutico e de pilates no momento.

As voluntárias devem ter disponibilidade duas vezes por semana durante o período de dois meses. As interessadas podem entrar em contato com a pesquisadora Milena pelo WhatsApp®: (14) 98138-0802.

Projeto de Doutorado do Departamento de Ciências do Movimento Humano do Campus Baixada Santista da Unifesp está realizando triagem de adultos com síndrome do túnel do carpo para posterior avaliação, tratamento e acompanhamento.

Podem participar adultos entre 18 e 60 anos; IMC entre 18,5 e 25Kg; que apresentem laudo do exame de eletroneuromiografia, sintomas de dor e/ou dormência e/ou formigamento presentes nos últimos seis meses; e não ter feito tratamento nos últimos três meses, não ter feito cirurgia e não apresentar outras lesões no membro superior que usa para escrever.

Contato: Danielle Figueiredo (aluna de doutorado): 13 99166-2276 / dani.figueiredo16@yahoo.com.br.

O Grupo de Estudos da Obesidade (GEO) do Campus Baixada Santista da Unifesp recruta adultos para participar da pesquisa de mestrado intitulada Efeitos de uma intervenção on-line baseada em mindfulness e mindful eating em sujeitos com obesidade.

Comer com atenção plena (mindful eating) ajuda a desenvolver a consciência dos sinais da fome e saciedade, além de diminuir a ingestão de alimentos como forma de regular as emoções.

Para participar, é preciso ter entre 18 e 60 anos e Índice de Massa Corporal (IMC) entre 30 e 39,9 Kg/m2. Serão realizados oito encontros virtuais, toda segunda ou quinta-feira, das 19h às 20h30, a partir de fevereiro de 2022.

As inscrições devem ser feitas, exclusivamente, pelo e-mail: comerconsciente.geo@gmail.com.

Projeto de doutorado do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências da Saúde, do Campus Baixada Santista da Unifesp, recruta voluntários(as) com o objetivo de avaliar o efeito do método Pilates na saúde cardiovascular de indivíduos hipertensos.

Podem participar hipertensos(as) que se enquadrem nos seguintes critérios: ter entre 30 e 59 anos; estar sedentário por, pelo menos, seis meses; possuir liberação médica para prática de exercício físico; não apresentar doença muscular, articular ou óssea que possa comprometer a execução parcial ou total dos exercícios propostos; não usar anticoncepcional e/ou reposição hormonal (mulheres); não possuir lesão de órgão alvo, como por exemplo, nefropatia, cardiopatia; não ser fumante; e não ser etilista (alcoólatra).

Os(as) voluntários(as) do projeto realizarão quatro meses de Pilates de forma gratuita e uma bateria de exames como: ultrassom arterial, eletrocardiograma, exames laboratoriais, Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA, avaliações físicas e antropométricas. Esses exames serão realizados gratuitamente antes e após o período de treinamento.

As avaliações já começaram a ser realizadas. Os dias e horários de treinamento serão combinados com os(as) voluntários(as). As atividades serão realizadas no Dani Tavares Studio Pilates, localizado na Av. Conselheiro Nébias, 628, conjunto 33 - Santos/SP.

As inscrições deverão ser realizadas com Dani Tavares pelo WhatsApp®: (13) 99173-6007.

Projeto desenvolvido pelo Campus Baixada Santista da Unifesp, em parceria com a Coordenadoria Municipal de Políticas para a Longevidade da Prefeitura Municipal de Santos, realiza pesquisa que visa à implementação da Universidade Amiga da Pessoa com Demência na Unifesp e da Comunidade Amiga da Pessoa com Demência em Santos/SP.

O questionário tem como objetivo avaliar o conhecimento acerca da demência, verificar quais fatores estão inclusos na compreensão de comunidade amiga da pessoa com demência, de acordo com a população da Baixada Santista, além de identificar e compreender aspectos sociais e demográficos destes indivíduos. A aplicação do questionário tem como objetivo permitir a coleta de uma maior amostra de dados.

Além disso, a pesquisa também objetiva verificar quais profissões a população acredita que podem auxiliar na promoção de qualidade de vida de pessoas com demência, seus cuidadores e seus familiares.

Acesse aqui para participar.

O Grupo de Estudos e Pesquisas em Atividade Física e Saúde do Campus Baixada Santista da Unifesp convida crianças, jovens e adultos de ambos os sexos, a partir de 8 anos de idade, que tenham alguma deficiência e sejam residentes em Santos/SP, a participar das atividades do projeto Surfe Adaptado. As inscrições estão abertas, de forma on-line, por meio deste formulário.

No ato da inscrição, é necessário apresentar os seguintes documentos: cópia do RG; certidão de nascimento do(a) aluno(a); duas fotos atuais 3x4; comprovante de residência; e se for menor de idade ou necessitar de algum(a) “cuidador(a)”, é obrigatório anexar o RG do responsável. Esses documentos deverão ser anexados em formato de pdf ou jpg/jpeg.

A inatividade física é um dos fatores de risco mais prevalentes para as doenças crônicas. As pessoas com deficiência podem se beneficiar ainda mais dos efeitos positivos da prática regular de exercício físico, no que diz respeito aos aspectos da força, agilidade, coordenação motora, equilíbrio e repertório motor. Proporciona, ainda, a oportunidade de sociabilização entre os(as) praticantes, além de aumentar a independência no dia a dia.

“No aspecto psicológico, as atividades esportivas favorecem a autoconfiança e a autoestima, tornando os(as) praticantes mais otimistas e seguros para alcançarem suas metas. Portanto, esse projeto de extensão universitária tem como objetivo incentivar a prática de exercícios físicos através da modalidade surfe adaptado para crianças, jovens e adultos com deficiência física, auditiva, visual, intelectual e/ou deficiência múltipla, contribuindo assim com as políticas de inclusão e conscientização das pessoas”, explica Emilson Colantonio, professor e coordenador do projeto.

No total, são oferecidas dez vagas, sendo cinco para as aulas que serão realizadas às segundas-feiras à tarde (das 16h às 17h) e cinco para as aulas às quintas-feiras, no período da manhã (das 9h às 10h). Elas ocorrerão na praia ao lado do Canal 2 - Santos/SP, e é recomendado ir com roupa de banho para um melhor aproveitamento das aulas. A frequência nas aulas será monitorada, muitas faltas sem aviso prévio podem acarretar o cancelamento da matrícula.

Matrículas

Os(as) candidatos(as) selecionados(as) receberão as informações de matrícula através dos meios de contato informados no ato da inscrição. Menores de idade deverão comparecer acompanhados por um(a) responsável. Todos(as) os(as) alunos(as) realizarão uma avaliação no início e no final do programa. Essas avaliações serão agendadas e comunicadas aos(às) alunos(as) e/ou responsáveis. Será necessária a apresentação de um diagnóstico médico no dia da avaliação. Qualquer dúvida pode ser esclarecida pelo seguinte e-mail: surfe.adaptado@gmail.com.

Você sabia que o sedentarismo está associado ao aumento da prevalência de doenças relacionadas ao baixo nível de movimento corporal, conhecidas no conjunto como síndrome hipocinética, quem inclui doenças e agravos não transmissíveis?

A inatividade física é um dos fatores de risco mais prevalentes para as doenças crônicas. Existem ainda evidências de que os níveis populacionais de atividade física estão caindo, especialmente entre crianças e adolescentes.

A fim de incentivar a prática de exercícios físicos, por meio da modalidade futebol para esse público, o Grupo de Estudos e Pesquisas em Atividade Física e Saúde do Campus Baixada Santista da Unifesp criou o projeto de extensão universitária Bom de Bola.

O projeto é gratuito e é voltado para meninos e meninas, com idade entre sete e 12 anos (nascidos entre 2015 e 2010), residentes em Santos. As aulas serão no período da manhã e da tarde e as vagas são limitadas.

Informações sobre incrições:

Inscrições abertas!
Local de inscrição: Rua Epitácio Pessoa, 741 - Ponta da Praia - Santos/SP - CEP: 11045-301.
Dias e horários de inscrições: terças e quintas feiras das 08:00h as 11:00h e das 14:00 às 17:00h.
Documentos necessários: cópia do RG ou certidão de nascimento da criança; duas fotos atuais 3 x 4; comprovante de residência.

Para dúvidas, entrar em contato com Amanda pelo WhatsApp®: (13) 99192-7829.

Mais informações clique aqui.