Rebeca Andrade, medalhista olímpica, iniciou sua carreira em projeto social na cidade de Guarulhos

Categoria: Notícias da EFLCH Acessos: 771

rebeca.png

Em meio a um momento tão difícil, onde o mundo inteiro enfrenta a pandemia de Covid-19, um momento de intensa alegria que nos renova a esperança. Hoje, dia 29 de julho de 2021, Rebeca Andrade conquistou uma medalha inédita para o Brasil. Aos 22 anos ela acaba de receber a medalha de prata no individual geral, um feito que o Brasil nunca havia conseguido até então.

Rebeca começou seus treinos desde muito nova, a partir dos 4 anos de idade no Ginásio Bonifácio Cardoso, na cidade de Guarulhos. Durante a época em que treinou no Ginásio também representou a cidade de Guarulhos em competições nacionais e internacionais. Também foi dentro do projeto social esportivo da cidade de Guarulhos que a Rebeca recebeu o apelido carinhoso de “Daianinha”, em referência à consagrada Daiane dos Santos, que trouxe diversas medalhas em mundiais para o Brasil.

A conquista é da Rebeca, mas a alegria é do Brasil e de Guarulhos.


Parabéns Rebeca e Comitê Olímpico Brasileiro.


Continuamos na torcida, agora pelas provas individuais que Rebeca ainda vai participar pelas Olímpiadas de Tokyo 2021.

 

[Fotografia - Ricardo Bufolin / CBG]