PROJETO PAULICEIA 2.0 RECEBE VISITA DE UNIVERSIDADE AMERICANA

Categoria: Notícias EFLCH Acessos: 873

Foto: Vinícius de Souza/Estagiário de comunicação social

IMG 3848

Descrição da imagem: Os 15 participantes do encontro na sala da Congregação (da EFLCH) , entre eles, integrantes da Emory e da UNIFESP.

O Projeto Pauliceia 2.0 Mapeamento colaborativo da história de São Paulo (1870-1940), coordenado pelo professor Luís Ferla (Depto. de História) que tem parceria com a universidade americana Emory, de Atlanta, EUA, teve sua rotina alterada na última semana de novembro, quando recebeu a visita de uma comitiva da instituição no campus Guarulhos.

Michael Elliott (Dean of Emory College of Arts and Sciences); Philip Wainwright (Vice Provost, Global Strategy and Initiatives);  Jeffrey Lesser (Diretor do Halle Institute for Global Research and Learning); e Thomas Rogers (chefe da Pós-graduação em História da Emory) juntaram-se aos estudantes e pesquisadores integrantes desse “experimento de ciência aberta”, como explica o Prof. Ferla, para mais um encontro que contou também com a presença da Profa. Isabel Quadros, Pró-Reitora de Graduação da Unifesp.
Segundo o relato do Prof. Ferla, o encontro teve, na primeira parte, a discussão com o pessoal da Emory sobre a concepção e o estágio atual do Projeto Pauliceia 2.0, a partir de uma apresentação conjunta entre ele e suas alunas, Vitória Martins Fontes e Luanna Mendes (graduação em história).
Na segunda parte do evento, o tema da discussão girou em torno das políticas de inclusão e diversidade na Unifesp e na Emory, e teve sequência a partir das apresentações da Pró-Reitora de Graduação da Unifesp, Profa. Isabel Quadros, e do Prof. Michael Elliott (Dean of Emory College of Arts and Sciences).
E para finalizar a jornada, uma mesa redonda deu continuidade ao debate, e contou com os demais convidados, o Vice-Diretor Acadêmico da EFLCH, o professor Janes Jorge, e os estudantes Monaliza Caetano, Orlando Guarnier, Bianca de Almeida (mestrandos em História), Luana Mendes e Vitória Martins Fontes (graduandas em História).
Nas palavras do Prof. Ferla, “O evento fortaleceu a interlocução entre as universidades, dando ótimas perspectivas para a parceria já consolidado com o projeto em questão, e permitiu uma troca de perspectivas e experiências em relação a um dos temas mais importantes relacionados ao cotidiano da EFLCH, as políticas de inclusão e diversidade”.
Vale lembrar que a Emory é parceira desse Projeto e tem três professores na equipe (Drs. Jeffrey Lesser, Thomas Rogers e Michael Page). Além disso, a instituição financia quatro bolsas de pesquisa a estudantes do projeto (dois mestrandos e dois graduandos em história), em investigação liderada pelo Dr. Jeffrey Lesser. O projeto também teve financiamento da Fapesp e tem também a parceria do INPE e do Arquivo do Estado, sendo que a Dra. Karine Reis Ferreira, do INPE, é co-coordenadora do projeto.
Saiba mais sobre o projeto Pauliceia 2.0 Mapeamento colaborativo da história de São Paulo (1870-1940), nos seguintes links:

portal do projeto: www.pauliceia.dpi.inpe.br

matéria da Revista Pesquisa Fapesp (n. 255, maio de 2017)

matéria da Revista Entreteses de 2019

matéria na TVT