Realizada em parceria com a USP e a Unesp, pesquisa mostra associação entre redução de capacidade aeróbica durante testes físicos e espaços mortos alveolares

Publicado em RELEASES