Normalmente diagnosticado na infância, o TDAH implica em consequências prejudiciais à saúde e à vida social do indivíduo se não for devidamente tratado; doença tem prevalência de 2,5% a 5% nos adultos

Publicado em RELEASES

Profissionais da Unifesp trabalham com algoritmos que ajudam os radiologistas na detecção precoce de AVC, por exemplo

Publicado em Notícias Arquivadas
Pesquisador do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia (EPM/Unifesp) alerta sobre o alto número de pacientes afetados pela doença no Brasil 

 

Publicado em Notícias Arquivadas
Portal da Unifesp abre espaço para abordagem de temas da atualidade

Publicado em Notícias Arquivadas
Página 3 de 4