Terça, 27 Fevereiro 2024 11:18

Ciclo de seminários sobre a relação entre Unifesp e SPDM tem seu terceiro encontro

Seminário discutiu os modelos de gestão dos hospitais universitários

Por Paula Garcia

Encontro foi realizado no Anfiteatro da Reitoria da Unifesp
Encontro foi realizado no Anfiteatro da Reitoria da Unifesp

Foi realizado na manhã da quinta-feira (22/2), o terceiro encontro do ciclo de seminários com o objetivo de analisar a relação entre a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM). Organizado pelo Gabinete da Reitoria, a partir de deliberação do Conselho Universitário, o ciclo visa amadurecer e subsidiar a discussão quanto ao desenvolvimento do ensino, pesquisa, extensão, assistência, inovação e modelos de administração e gestão.

Com o tema “Modelos de gestão de hospitais universitários”, o evento contou com as apresentações do superintendente do Hospital do Rim, José Osmar Medina de Abreu Pestana, e do assessor da Presidência da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), Rodrigo Alves Torres Oliveira, tendo a mediação do docente da EPM/Unifesp, João Aléssio Juliano Perfeito. O assessor do Gabinete da Reitoria, Daniel Campos de Carvalho, também compôs a mesa do encontro.

Da esquerda para a direita: Rodrigo Oliveira, Daniel Campos, João Aléssio e Maristela Feldman
Da esquerda para a direita: Rodrigo Oliveira, Daniel Campos, João Aléssio e Maristela Feldman

O seminário, destinado a toda comunidade da Unifesp e realizado de forma híbrida no Anfiteatro da Reitoria com transmissão pelo canal Unifesp Ao Vivo no YouTube, teve a abertura realizada pela reitora da Unifesp, Raiane Assumpção, que ressaltou a importância desses seminários para uma articulação entre Unifesp e SPDM, relembrando os assuntos já discutidos no dois primeiros encontros: O histórico da relação Unifesp-SPDM e o funcionamento do Hospital São Paulo (HSP); Gestão do Hospital São Paulo: relação Unifesp-SPDM – histórico e perspectivas.

Raiane Assumpção
Raiane Assumpção

Iniciando as atividades, Medina apresentou o modelo de gestão de assistência em larga escala do Hospital do Rim (HRim), o centro hospitalar que mais faz transplantes renais do mundo. Em funcionamento desde 1998, mais de 19.000 pessoas já foram transplantadas no hospital, que também oferece apoio ao ensino e à pesquisa. “Nós temos um acordo de cooperação com a Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) e com o Hospital São Paulo (HSP HU/Unifesp), onde nasceu a Fundação Oswaldo Ramos. No Hospital do Rim são realizadas algumas atividades da graduação, da pós-graduação e das residências”, conta o superintendente do HRim.

José Osmar de Abreu Medina Pestana
José Osmar de Abreu Medina Pestana

A governança do HRim é composta pela Diretoria Executiva - eleita pelo Conselho Curador, Diretoria Operacional, Auditoria independente externa anual, que apresenta os resultados para os Conselhos Curador e Fiscal e a Curadoria Geral. Medina explicou que o hospital é financiado por meio de recursos recebidos de acordo com a produção junto ao Sistema Único de Saúde (SUS) e de trabalhos realizados com os convênios.

Dando sequência, Oliveira começou sua apresentação categorizando os modelos de gestão dos serviços públicos de saúde dentro dos Regimes Jurídicos de Direito Público e Privado, seguindo com as formas de atuação do poder público na implantação das políticas públicas de saúde, explicando sobre a descentralização administrativa na administração pública e os aspectos que determinam a natureza jurídica de uma entidade.

"Não há, no texto constitucional, diretrizes que orientam o Poder Executivo quanto ao modelo de administração interna que deve adotar, ficando a fixação dessas a critério do seu Chefe Maior, convergente com o seu projeto político de governo", afirma o assessor da EBSERH.

Rodrigo Oliveira
Rodrigo Oliveira

Concluiu sua apresentação explicando o que é a Rede EBSERH, o contexto na qual foi criada e sua atuação no Brasil. Em regra, a governança dos hospitais universitários da rede é realizada por uma Superintendência, indicada pelo(a) Reitor(a) de cada instituição, e três gerências indicadas pelo(a) superintendente: a de Atenção à Saúde, a de Ensino e Pesquisa e a Administrativa.

Após as apresentações, foi aberto um espaço para perguntas da plateia e manifestação das entidades e instâncias presentes: Campus São Paulo e suas respectivas Unidades Universitárias – Escola Paulista de Medicina (EPM) e Escola Paulista de Enfermagem (EPE), Conselho Estratégico do Hospital São Paulo (ConsEHSP), Sindicato dos Trabalhadores da Universidade Federal de São Paulo (Sintunifesp), Comitê de Pesquisa, Ensino e Extensão do Hospital São Paulo (CoEPE/HSP), Associação dos Docentes da Universidade Federal de São Paulo (Adunifesp) e SPDM.

Raiane Assumpção encerrou o encontro esclarecendo algumas dúvidas relacionadas ao tema do seminário e agradecendo a participação de todos(as).

Próximo seminário

III Encontro Unifesp SPDM 6

Promovidos sempre na penúltima quinta-feira de cada mês, o próximo encontro está marcado para o dia 18 de abril de 2024. Confira mais informações e o cronograma completo aqui.

Ao final de cada seminário, será elaborada uma ata, sintetizando os principais pontos debatidos a serem aprofundados nas atividades promovidas pelas entidades no período entre os seminários. Após todo o processo, será disponibilizado um relatório final, apontando os principais pontos discutidos durante os seminários.

É possível acompanhar o material produzido ao longo do ciclo de seminários, assim como a consulta aos documentos da relação SPDM-Unifesp, por meio deste link.



Lido 222 vezes Última modificação em Sexta, 08 Março 2024 09:01

Mídia