Quinta, 04 Março 2021 11:57

ProPGPq/Unifesp reforça alerta para manutenção apenas de pesquisas essenciais

Como é de conhecimento de todos, estamos passando por mais uma fase de extrema recrudescência da epidemia de covid-19, com maior número de casos, mortes e ocupação de leitos de UTI do que desde o início da pandemia, levando a grande risco de colapso do sistema de saúde. Frente a esta condição, o governo de São Paulo anunciou a regressão para a fase vermelha do Plano São Paulo. As medidas de restrição mais rigorosas serão mantidas por pelo menos 15 dias a partir do próximo sábado, dia 06 de março de 2021. O detalhamento das medidas está disponível neste link.

Frente a esta nova situação, a Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (ProPGPq) solicita fortemente que todas as Unidades de Pesquisa sigam rigorosamente as recomendações dos protocolos de segurança sanitária contidos no Guia de Reabertura das Atividades Presenciais de Pesquisa e reforça a necessidade de que apenas pesquisas essenciais sejam mantidas neste momento.

Mesmo que parte da comunidade Unifesp esteja vacinada neste momento, vale lembrar que não há estudos conclusivos sobre a prevenção da infecção pelo Sars-CoV-2 ou diminuição da transmissão com as vacinas disponíveis. Isto é, tomar a vacina não significa que você está imune à covid-19 e mesmo os vacinados podem adquirir a doença e transmiti-la. Os principais objetivos da vacinação para covid-19 são alterar a evolução clínica da doença, diminuir a gravidade, evitar internações e mortes. Assim, a adesão às medidas para prevenção da transmissão são FUNDAMENTAIS e devem ser mantidas por TODOS, mesmos quando vacinados conforme as recomendações dos especialistas: não aglomerar, manter distanciamento social, higienização das mãos, uso frequente de álcool em gel, uso de máscaras faciais de proteção durante todo o tempo e sair de casa apenas quando realmente necessário.

Ressalta-se que aqueles que sentirem quaisquer sintomas sugestivos da covid-19 devem procurar atendimento médico e permanecerem voluntariamente em quarentena enquanto a hipótese de infecção pelo Sars-CoV-2/covid-19, não for descartada pela interpretação médica dos testes diagnósticos, que devem ser realizados de acordo com protocolos específicos a cada um. Caso o diagnóstico seja positivo, a quarentena deve-se estender segundo orientação médica. Faz-se igualmente importante lembrar que os cuidados para prevenção da covid-19 devem ser estendidos em todo contexto das eventuais interações sociais, não se limitando apenas ao contexto do ambiente universitário e/ou hospitalar.


Lido 1098 vezes Última modificação em Quinta, 01 Abril 2021 17:41

Mídia