NOTÍCIAS

Enactus Unifesp SJC Coloca Dois Projetos Como Finalistas em Competição de Destaque

O time Enactus Unifesp SJC faz parte de uma organização de jovens universitários dedicada a melhorar o mundo através da ação empreendedora.

photo 2024 05 13 00 01 36

Foto do time durante uma reunião geral. (Fonte: Enactus Unifesp SJC)

Leia mais...

3º Tech Talks STI-Unifesp

Programa preliminar - 3º Tech Talks STI-Unifesp

3º edição do evento online sobre tecnologia e inovação está com inscrições abertas até o dia 29 de abril de 2024

 

Leia mais...

Programa de Travessia

travessia FEED

O Programa facilita a interação de estudantes ingressantes (caminhantes) com alunos veteranos (guias), docentes e técnicos (conselheiros) dos cursos participantes, propiciando a troca de informações sobre a universidade, serviços e possibilidades de seu curso (a Travessia).

Leia mais...

Aluno do ICT agraciado pelo Prêmio Mérito Acadêmico da SBMAC

O aluno do Bacharelado em Matemática Computacional, Leonardo Farias Santos, foi um dos agraciados pelo Prêmio Mérito Acadêmico da SBMAC (Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional) por sua atuação no Bacharelado em Matemática Computacional. Informações e lista de agraciados: https://www.sbmac.org.br/premio-ao-merito-academico/ Abaixo algumas informações sobre o prêmio: Desde 2022, a Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC) concede o Prêmio ao Mérito Acadêmico.

Trata-se de uma iniciativa criada para homenagear alunos que se destacam pela atuação acadêmica em Matemática Aplicada e Computacional em cursos de graduação em Ciências Exatas. A indicação dos estudantes à honraria é feita por um representante da universidade ou mesmo pelo coordenador de curso segundo as regras disponíveis no site da SBMAC(https://www.sbmac.org.br/premio-ao-merito-academico/).

A premiação consiste em um certificado de Mérito Acadêmico entregue ao estudante na ocasião da sua colação de grau. Os estudantes ganham desconto para inscrição e apresentação de trabalho em um evento promovido pela SBMAC, como os Congressos Nacionais de Matemática Aplicada e Computacional (CNMACs) e os Encontros Regionais de Matemática Aplicada e Computacional (ERMACs).

Cursos de graduação da Unifesp têm nota máxima no Guia da Faculdade 2023

Quatro cursos do ICT/Unifesp conquistaram 5 estrelas e três receberam 4 estrelas.

 

Leia mais...

INFORMES

Chamada para Processo Seletivo - Doutorado PPGPIT

 

EDITAL DE TUTORIA ACADÊMICA 1-2024 UNIFESP CAMPUS SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

EDITAL DE TUTORIA ACADÊMICA 1-2024 UNIFESP CAMPUS SÃO JOSÉ DOS CAMPOS


O Instituto de Ciência e Tecnologia da UNIFESP – Campus São José dos Campos TORNA PÚBLICO os requisitos, procedimentos e o funcionamento do Projeto de Tutoria Acadêmica neste campus para as unidades curriculares especificadas no item 5 deste Edital.

 

Ficha de inscrição para seleção de tutoria acadêmica 1-2024 UNIFESP/São José dos Campos

CLIQUE AQUI PARA EDITAL

Formulário voluntários ingressantes 2024

Discentes voluntários para evento de recepção dos ingressantes do ICT 2024

A Recepção dos ingressantes 2024 será realizada de 04 a 08/03. O Programa de Monitoria Institucional fará apresentações nos dias 05/03, terça-feira, às 17:00 e 06/03, quarta-feira, as 21:00.
 
Venho, cordialmente, convidar os discentes que tenham participado do Programa de Monitoria, em qualquer UC do ICT, para conversar com os ingressantes numa das atividades agendadas da Monitoria.
 
Basta responder ao formulário até sexta-feira dia 01/03/24.
 
Acesse:
 
Muito obrigada! 
Profa. Dra. Ana Maria do Espírito Santo Slapnik
Programa de Monitoria Institucional
Coordenadora
Pró-Reitoria de Graduação
Universidade Federal de São Paulo Unifesp

Abertas as inscrições para o PICME para medalhistas OBMEP/OBM

Para os medalhistas OBMEP/OBM estão abertas as inscrições para o PICME (programa de iniciação científica e mestrado) através do site https://picme.obmep.org.br.

Esse programa é destinado a medalhistas em olimpíadas de matemática, e concede bolsas de iniciação científica do CNPq para os alunos selecionados realizarem um projeto de pesquisa na área de matemática, orientados por um professor da Unifesp.

Abaixo segue o calendário:

30 de janeiro a 15 de maio de 2024 Período de inscrições no site do PICME
01 de março de 2024 (com 2ª chamada em 01 de abril de 2024) Início do PICME para os(as) selecionados(as) - 1ª ENTRADA
01 de abril 2024 Data limite para candidatos postulantes à 1ª entrada: Multimedalhistas e/ou graduação na área de matemática e alunos com entrada no ensino superior anterior a 2024.
Até 05 de abril 2024 Divulgação do resultado da seleção para 1ª entrada
15 de maio 2024 Término das pré-inscrições ao PICME 2024
01 de agosto de 2024 (com 2ª chamada em 01 de setembro 2024) Início do PICME para os(as) selecionados(as) - 2ª ENTRADA
Até 06 de setembro 2024 Divulgação do resultado da seleção para 2ª entrada

 

Mais informações sobre o PICME podem ser encontradas no site do picme:  https://picme.obmep.org.br/

 

PLANOS DE ENSINO DAS UC OFERECIDAS NO 1º SEMESTRE DE 2024

ICT/Unifesp desenvolve equipamento para prevenção da osteoporose

O objetivo é manter a massa óssea e aumentar a força muscular por meio de exercícios isométricos que podem ser realizados em casa.

SEPRO

O SEPRO - Sistema de Exercício para Prevenção da Osteoporose foi desenvolvido, computacionalmente, a partir da análise de um equipamento já existente no mercado, o Biodensity, criado pelo norte-americano John Paul Jaquish, em 2003. O resultado é fruto do trabalho de conclusão de curso em Engenharia Biomédica de Evelyn Drieli Floriano Guardiano, desenvolvido sob a orientação da professora Luciane Capelo e a co-orientação do professor Mateus Urban (ICT/Unifesp - Campus São José dos Campos).

Os pesquisadores levaram aproximadamente um ano para o desenvolvimento completo do equipamento. Inicialmente focado em mulheres acima dos 45 anos, público com maior índice de casos de osteoporose, ele pode ser utilizado por qualquer faixa etária. “A intenção é auxiliar jovens, adultos e idosos em sua rotina de treino de forma prática, portátil e eficaz. Quanto mais cedo o indivíduo inicia atividades físicas regulares, melhor será o seu desempenho na fase adulta/idosa, promovendo o fortalecimento global da musculatura, melhorando a qualidade dos ossos e auxiliando no equilíbrio”, sinaliza Evelyn.

O equipamento consiste em uma plataforma estática, com haste de sustentação em T para tornar o exercício seguro durante sua realização. De fácil acesso e de pequeno porte, busca auxiliar na realização de exercícios isométricos de alta intensidade, priorizando a extensão da coluna e membros inferiores. Idealizado durante a pandemia de covid-19, a ideia é motivar as pessoas a não ficarem inativas fisicamente, podendo realizar os exercícios em casa. O equipamento tem o objetivo de ser um meio de prevenção da osteoporose, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida de pessoas com ou sem a doença.

Os pesquisadores afirmam que o exercício físico isométrico de alta intensidade é uma ferramenta importante para manter a saúde do sistema músculo-esquelético. “Os sinais mecânicos gerados pelo exercício estimulam as células ósseas e auxiliam a manter os ossos fortes. O treinamento isométrico ativa o sistema músculo-esquelético de forma estática e sem impacto, podendo ser realizado com alta intensidade e por curtos períodos. A técnica consiste em utilizar os músculos do corpo contra um objeto imóvel por um determinado tempo. Nesse treinamento, ocorre a contração muscular, mas não há movimento articular”, esclarece Luciane.

O exercício isométrico proposto solicita a contração de grandes grupos musculares, direcionando as cargas para punhos, quadris e coluna vertebral, principais alvos da doença. A osteoporose caracteriza-se pela redução da massa óssea e pela deterioração da microarquitetura presente no tecido ósseo. Trata-se de uma doença osteometabólica silenciosa, clinicamente revelada pela ocorrência de fraturas de baixo impacto. “Apesar de a osteoporose ainda não possuir cura, existem tratamentos farmacológicos e não farmacológicos destinados a manter ou melhorar a qualidade de vida e diminuir o risco de fraturas”, explica Luciane.

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, em 2017, 10 milhões de brasileiros(as) tinham a doença, a qual prevalece em mulheres acima de 45 anos. Em todo o mundo, calcula-se que cerca de 200 milhões de mulheres tenham osteoporose. Isso significa que uma em cada três mulheres acima dos 45 anos tem a doença. Na população masculina, estima-se um em cada cinco homens com mais de 50 anos.

Uma das finalidades do equipamento é realizar um acompanhamento progressivo do(a) paciente(a). O indivíduo terá um feedback visual para que possa acompanhar em tempo real seu desempenho durante a realização do exercício, guiando-o durante a execução. “O(A) paciente poderá saber, por exemplo, o momento exato de aplicação de força, além do tempo necessário para essa aplicação. Esse feedback proporciona uma verificação do progresso em relação ao exercício anteriormente realizado, permitindo que o(a) usuário(a) saiba quando a força aplicada está se aproximando ou excedendo o desempenho anterior”, pontua Evelyn.

Durante a pesquisa, foi desenvolvido apenas um protótipo computacional. Dessa forma, o equipamento ainda não está disponível ao público. Os pesquisadores pretendem dar continuidade ao projeto e buscar financiamento para verificação da viabilidade do desenvolvimento de um protótipo para testes de desempenho e resultados.