Divulgação da Aplicação da RTI FAPESP 2015

 

Aplicação da RTI FAPESP 2015

A FAPESP disponibiliza anualmente à Instituição uma verba de Reserva Técnica Institucional (RTI). O valor da RTI refere-se aos projetos de pesquisa contratados pela FAPESP no ano anterior. São repassados à Instituição 10% do valor dos Projetos Regulares e 20% do valor dos Projetos Temáticos.

Para a utilização dessa verba, a UNIFESP deve apresentar um plano de aplicação à FAPESP, conforme a demanda identificada por esta chamada. Os recursos da RTI devem ser utilizados para apoio à Infraestrutura de Pesquisa.

Os recursos outorgados pela FAPESP a pesquisadores da UNIFESP em 2014, geraram uma RTI (2015), no valor de R$ 2.161.603,00

Na Reunião do Conselho de Pós-Graduação e Pesquisa realizada em 26 de agosto de 2015 foram aprovadas as seguintes diretrizes para orientarem a elaboração do Plano de Aplicação da RTI 2015: a destinação de 30% dos recursos (R$ 978.971,50) será proposta pela equipe da Pró-Reitoria de PGPq e dos 70% restantes pelas Câmaras de Pós-Graduação e Pesquisa da Unidades Universitárias, de modo proporcional à contribuição para geração dos recursos.

 Sendo assim, caberá a cada Câmara o valor abaixo especificado:

Destinação de 70% dos Recursos a ser determinada pelas respectivas Câmaras de Pós-Graduação e Pesquisa R$
ESC PAULISTA MEDICINA 1.266.532,86
ESC PAULISTA ENFERMAGEM 39.343,57
INST CIENCIAS AMBIENTAIS QUIMICAS FARMACEUTICAS 93.375,20
INST CIENCIA TECNOLOGIA 64.312,56
INST SAUDE SOCIEDADE 41.195,65
ESC FILOSOFIA LETRAS CIÊNCIAS HUMANAS 6,718,076
ESC PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS 1.260,72
Total R$ 1.513.122,10  

                                          

Atenção: As Câmaras deverão enviar suas propostas de utilização destes recursos para a Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa até no máximo 25/9/2015,para que, juntamente com a proposta de utilização dos 30% dos recursos que será apresentada pela equipe da Pró-Reitoria de PG e Pq, possa ser avaliada pelo Conselho Pós-Graduação e Pesquisa na reunião de 30/9/2015.

É obrigatório que sejam seguidas as orientações da FAPESP quanto ao tipo de uso possível (ver detalhamento abaixo) e que a proposta seja acompanhada por três orçamentos, providos por empresas regularizadas junto à receita federal e no SINTEGRA, seguindo as (Instruções para a submissão) disponíveis no site da Pró-Reitoria – ícone RTI FAPESP - 

A prioridade para aplicação é com gastos com infraestrutura das unidades de pesquisa que não possam ser apoiados com outras verbas.

 Orientações da FAPESP quanto ao tipo de uso possível

As possíveis aplicações são:

a) Reformas de laboratórios e outras despesas para infraestrutura de pesquisa;

b) Apoio à manutenção e melhoramentos em infraestruturas coletivas de apoio a pesquisa, como: biotérios (exceto custos para compra de animais, que deverão fazer parte do orçamento ordinário do projeto como material de consumo), redes de informática, centros de manutenção de equipamentos (exceto o custo da manutenção específica de equipamentos que possa ser coberto com recursos da parcela para custos de infraestrutura direta do projeto ou mediante solicitação de auxílio a pesquisa para reparo de equipamentos), centros de processamento de dados, bibliotecas, acervos documentais, museus, centrais de fornecimento de gases especiais, centrais de criogenia, facilidades para medidas e equipamentos compartilhados, centrais de instrumentação analítica para apoio a pesquisa, oficinas mecânicas, eletrônicas e de vidraria de apoio a pesquisa, centrais de ar-condicionado, tratamento de resíduos e redes elétricas e hidráulicas para laboratórios de pesquisa;

c) Aquisição de equipamentos referente a infraestrutura, livros e base de dados para manutenção de bibliotecas;

d) Organização de cursos para atualização dos técnicos dedicados à infraestrutura de pesquisa;

e) Despesas com importação.

Restrições para aplicação:

-Aplicações que estejam fundamentadas apenas em atividades de ensino e extensão;

-Atividades administrativas de qualquer natureza incluindo despesas com contratação de pessoal;

-Despesas com pagamento de pessoal;

-Construções civis que redundem em aumento de área construída.

 

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse