Linha de Pesquisa e Projetos

A linha de pesquisa do programa denomina-se gestão e informática em saúde. Essa linha concentra pesquisas que utilizam recursos da tecnologia de informação para o desenvolvimento de sistemas de registro eletrônico de saúde, sistemas de apoio à decisão para diagnósticos e tratamentos, sistemas educacionais e telemedicina. O desenvolvimento e implantação de tais recursos subsidiam-se nos estudos de avaliação de novas tecnologias, influenciando a elaboração de novos métodos de desenvolvimento, implantação e análise de sistemas computacionais. Esta área é sustentada por avaliação, pesquisa e inovação para dar suporte e benefícios aos pacientes e usuários do sistema de saúde, assumindo o atendimento centrado no paciente/cliente. As principais funções incluem: testes e avaliações de tecnologias de informação (isoladas ou combinadas) para aspectos de segurança, confidencialidade, privacidade e interoperabilidade da informação em saúde; condução de pesquisas colaborativas e desenvolvimento de soluções que possam resultar em inovação tecnológica, serviços e produtos; estabelecer ambientes para treinamento e solidificação de competências a profissionais de informática em saúde.

A definição da linha de pesquisa e dos projetos científicos desenvolvidos no programa foi revisada pela CEPG, em dezembro de 2015, para assumir uma formulação a partir de 2016 baseada em 4 projetos descritos a seguir.

 

Projetos

 

1. Aquisição e análise de dados biológicos e imagens em saúde

Este projeto tem como foco o processamento e análise, incluindo a quantificação, gerenciamento e pesquisa, de imagens médicas e dados biológicos, e bioinformática. Explora tópicos como construção e avaliação de modelos, tecnologias e medidas de desempenho de sistemas de armazenamento e recuperação de imagens médicas (PACS) e dados biológicos; criação de acervo digital de imagens médicas com organização e catalogação hierarquizada; tratamento computacional de imagens; mecanismo de busca de imagens médicas baseado em atributos de imagem; desenvolvimento de ambientes de imagem médica baseados em padrões e sistemas abertos; integração com equipamentos de imageamento médico como outros equipamentos; protocolos de aquisição de imagens; algoritmos de processamento de dados biológicos e descoberta de conhecimento genético.

  

2. Gestão e análise de tecnologias, indicadores, programas, serviços e avaliação de impactos em saúde

O projeto refere-se à condução de pesquisas sobre abordagem metodológica e aplicações de tecnologias em gestão da saúde, incluindo análise e avaliação de indicadores de eficiência, análise de serviços de saúde e sua efetividade, subsidiando o processo de tomada de decisão para os serviços de saúde e destino dos recursos financeiros e humanos e estudos que compreendam a metodologia de avaliação de impacto em saúde (AIS) da Organização Mundial da Saúde (OMS), que se consiste em uma uma combinação de procedimentos, métodos e ferramentas que avaliam sistematicamente os efeitos potenciais diretos e indiretos na saúde de uma população e a distribuição desses efeitos nessa população. Essa metodologia fornece um quadro de procedimentos estruturado para mapear as implicações nos sistemas de saúde de qualquer proposta, projeto ou política, sejam eles positivos ou negativos.

  

3. Registro, recuperação e relacionamento de dados em saúde

O projeto refere-se à condução de pesquisas que se baseiam em preceitos, técnicas, procedimentos e modos de avaliação da área de descoberta de conhecimento e mineração de dados (knowledge discovery and data mining KDD) para a área da saúde. Os conceitos e aplicação de técnicas de consulta em base de dados (database query), busca por informação (information search) – que inclui mineração de dados –, descoberta de conhecimento (knowledge Discovery), gestão do conhecimento (knowledge management) e inteligência de negócios (business intelligence) estão relacionados à medida em que aumenta a dependência dos domínios de conhecimento envolvidos para sua organização. Técnicas de web semântica, análise de rede social, análise de sentimentos, análise de cluster e interpretação de big data tem sido empregadas adicionalmente para incrementar a sensibilidade e especificidade dos resultados decorrentes dos fenômenos estudados.

  

4. Tecnologias educacionais e de colaboração em saúde

Este projeto tem como foco investigar a construção, desenvolvimento, avaliação e validação de modelos pedagógicos para educação em saúde mediado por tecnologia da informação e comunicação, como, por exemplo, computadores pessoais, computadores de mão, celulares etc., por ambiente web, móvel ou via aplicativos instalados. Essa linha de investigação inclui estudos de tecnologias multimídias, estratégicas educacionais e composição de materiais didáticos que melhor se adequam aos modelos pedagógicos. Explora tópicos como investigação de aspectos teóricos, técnicos, pedagógicos e de efetividade de modelos pedagógicos baseados em computadores de mão e outros equipamentos de computação pessoal para o ensino mediado em diferentes temas da área da saúde; arquiteturas e arranjos complexos de sistemas pedagógicos como apoio educacional, incluindo sistemas distribuídos, pervasivos e ubíquos. Estudos sobre modelos de colaboração para fins educacionais, administrativos, clínicos ou de pesquisa também são estudados nesse projeto.

Pró-Reitorias

Campi

Unidades Acadêmicas

Links de Interesse