Histórico da TI na UNIFESP

O Professor Doutor Silvio Borges, docente do Departamento de Cardiologia, institucionalizou em 1976 a tecnologia da informação na EPM com a criação do Serviço de Informática. Este setor deu origem ao Centro de Processamento de Dados (CPD) que passou a atender às necessidades de coleta padronizada da informação, o processamento e adequado armazenamento de dados para seus pesquisadores, para a área administrativa assim como para o Hospital São Paulo, o hospital escola da EPM. A virada da década contou com a intensificação da informatização no meio acadêmico com a participação do Governo Federal, através do Conselho Nacional de Desenvolvimento Tecnológico (CNPq), e do Governo do Estado de São Paulo, através da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

Em 1993 um conjunto de 40 estações trabalho é conectado à internet e no ano seguinte tem início a produção da primeira página em ambiente web da EPM. A adesão ao Projeto Academic Network at São Paulo (ANSP), apoiado pela Fapesp, insere a Unifesp na rede mundial.

Em 1999, através de decisão da Coordenadoria de Informações - COINFO foi adquirido o Sistema Hospitalar da empresa Vector, em substituição ao sistema em COBOL, finalizando a implantação dos seus módulos em 2001. Em negociação, a instituição recebeu o código-fonte do Sistema de Informatização Hospitalar da Vector para sua customização. Desde então os módulos deste sistema passaram a ser implantados em outras unidades hospitalares ligadas a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina – SPDM.

A partir do ano de 2010, as Pró-Reitorias de Graduação, de Extensão e de Pós-Graduação e Pesquisa começam a contratar profissionais de TI. Cada pró-reitoria ficava distante entre si, em imóveis dispersos pelo bairro da Vila Clementino, prejudicando sua interação. Mesmo com a futura mudança para o prédio Octávio de Carvalho, como depois para o atual prédio da reitoria, a integração de suas atividades sempre foi incipiente.

O Centro de Processamento de Dados passou a ser chamado de Departamento de Processamento de Dados – DPD e em 2003 foi renomeado para Departamento de Informações – DI. Em 2007, foi renomeado novamente para o atual nome de Departamento de Tecnologia de Informação – DTI.

No mês de junho/2011 é nomeado o Sr. Marcello Di Pietro como novo diretor do DTI/UNIFESP somando-se a parceria entre os dois Departamentos de Tecnologia da Informação: UNIFESP e HSP. Destaca-se nesta gestão: os re-equipamentos dos novos campi e do campus São Paulo, o início da reestruturação do atual data center, a ampliação da infraestrutura de rede e telefonia, a ampliação das documentações de projetos em TI seguindo os órgãos de controle, o estudo de implantação do projeto do Sistema SIG/UFRN e do Escritório de mapeamento de processos, como também a conclusão deste Plano Estratégico de TI - PETI para o período de 2013-2017 .

Com a mudança da reitoria da UNIFESP em fevereiro de 2013 é alterado a composição do Comitê Estratégico de Tecnologia da Informação – CETI, a partir da portaria nº 1053 de 22/04/2013, indicando para Presidência a nova Vice-reitora, Prof. Dra. Valéria Petri, e como coordenador executivo, o Prof. Dr. Luiz Eduardo Galvão Martins, a partir da portaria nº 3158 de 30/10/2013.

“Logo nos primórdios deste recém empossado CETI, deliberações importantes foram tomadas como a decisão da aquisição do sistema de informação SIG da UFRN, entre outras coisas. Ficou também evidenciada a necessidade de realizar um Planejamento Estratégico em TI (PETI) que possibilitasse a análise e avaliação da estrutura existente e buscasse novos ' procedimentos e integração(grifos nossos). *”

Em agosto de 2013 é aprovado o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação – PETI da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e do Hospital São Paulo (HSP) para o período de 2013-2017. Logo no mês seguinte de setembro de 2013 é realizado um grande Debate sobre a Mudança de Estrutura Organizacional de TI da UNIFESP, aberto a toda a comunidade, ao qual, gestores, profissionais e usuários de TI, a partir da proposição inicial construída pelo CETI, discutiram juntos, com a participação também de gestores de TI de outras duas instituições (Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS e Universidade Federal Fluminense - UFF) um novo padrão de governança de TI institucional.


* Extrato do prefácio escrito pela Magnífica Reitora Profa. Dra. Soraya Soubhi Smaili – PETI UNIFESP / HSP 2013-2017 - versão 11.1 (versão final e aprovada).

Para acessar uma versão mais detalhada da história do DTI, clique no link abaixo:

História Detalhada DTI-UNIFESP

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse