Segunda, 11 Novembro 2019 11:23

EPM/Unifesp e Subprefeitura Vila Mariana criam Comitê do Bairro Amigo do Idoso

Objetivo é desenvolver ações na Vila Clementino para melhorar as condições de vida da população que envelhece

ComitêBairroAmigoIdoso
Subprefeito da Vila Mariana, Fabricio Cobra Arbex, assina a criação do comitê (Foto: @subvilamariana)

A Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM/Unifesp) - Campus São Paulo, em parceria com a Subprefeitura Vila Mariana, criou o Comitê do Bairro Amigo do Idoso na Vila Clementino, que tem o objetivo de promover ações regionalizadas em conformidade com o Programa São Paulo Amigo do Idoso e com o Selo Município Amigo do Idoso. A portaria foi assinada na terça-feira (5/11).

O Programa São Paulo Amigo do Idoso envolve atividades relacionadas ao conceito do envelhecimento ativo da Organização Mundial da Saúde (OMS) e que são distribuídas em quatro eixos: proteção, educação, saúde e participação da população idosa do estado de São Paulo. Já o Selo Município Amigo do Idoso visa estimular as cidades e as entidades públicas da sociedade civil a implementarem as atividades do programa, sendo certificadas de acordo com as boas práticas públicas voltadas aos idosos.

O Comitê do Bairro Amigo do Idoso fica responsável, portanto, em coordenar as políticas públicas entre as instâncias regionais da Prefeitura de São Paulo, no âmbito do Distrito da Vila Mariana, a EPM/Unifesp – coordenadora do comitê – e a sociedade civil. O bairro da Vila Clementino foi escolhido por conta do número elevado de idosos que frequentam a região e também por abrigar a EPM/Unifesp.

Segundo o professor Luiz Roberto Ramos, coordenador do projeto Bairro Amigo do Idoso, a política das Cidades Amigas do Idoso foi divulgada pela OMS há pouco mais de 10 anos, sendo que mais de mil cidades ao redor do mundo já se credenciaram. Dessa forma, as diretivas políticas daquelas sociedades seriam voltadas para um objetivo transdisciplinar de melhorar as condições de vida da população que envelhece.

“A proposta de envolver a EPM/Unifesp com o bairro onde está inserida, por meio da meta de fazê-lo amigo do idoso, poderá se tornar um grande programa de extensão com inúmeras possibilidades para a curricularização de atividades de extensão na universidade. A instituição mais uma vez demonstra sua vocação pioneira e inovadora, abraçando um tema contemporâneo da maior importância, numa perspectiva interdisciplinar e socialmente orientada, integrando os diferentes departamentos e disciplinas numa estratégia comum de promover saúde e bem-estar do começo ao fim do ciclo vital”, ele destaca.

Além da EPM/Unifesp e da subprefeitura, o comitê é composto pelas secretarias municipais de Direitos Humanos e Cidadania – por meio da Coordenação de Políticas para Pessoas Idosas –, Saúde, Esportes, Transportes e Assistência e Desenvolvimento Social, como também pela Câmara dos Vereadores de São Paulo, por meio dos vereadores Gilberto Natalini (titular) e Mario Covas Neto (suplente), e pelo Grande Conselho Municipal do Idoso.

*Com informações da Subprefeitura da Vila Mariana.

Lido 1048 vezes Última modificação em Segunda, 18 Novembro 2019 15:51

Mídia