Terça, 11 Dezembro 2018 14:24

Concurso cultural celebra os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Evento de premiação comemorou e debateu o documento de defesa e proteção da vida digna

Por Daniel Patini

ConcursoCulturalUnifesp 2 ConcursoCulturalUnifesp 3
Obras do concurso expostas no térreo do Prédio da Reitoria

Para celebrar a Declaração Universal dos Direitos Humanos, iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) que completa 70 anos neste ano, a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) promoveu, na segunda-feira (10/12), no prédio da Reitoria, o evento de premiação do concurso cultural Educação e Direitos Humanos, lançado como forma de trazer para o debate na universidade esse documento que é um marco da defesa e proteção da vida digna.

Organizado pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae), com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec), o encontro contou com a presença dos(as) estudantes participantes do concurso e de demais membros da comunidade acadêmica. A mesa de abertura foi composta pela docente e organizadora do concurso Luciana Farias, pela pró-reitora adjunta de Assuntos Estudantis, Ligia Azzalis, que representou o pró-reitor Anderson Rosa, e pela pró-reitora de Extensão e Cultura, Raiane Assumpção, que esteve representando a reitora Soraya Smaili.

ConcursoCulturalUnifesp 4
Mesa de abertura (da esq. p/ a dir.): as docentes Ligia Azzalis, Raiane Assumpção e Luciana Farias

"O tema Direitos Humanos tem sido, desde a sua criação, um dos três pilares da ONU, juntamente com a Paz e o Desenvolvimento. É um dos documentos mais traduzidos do mundo, disponível em mais de 500 idiomas", destacou em sua fala inicial Luciana Farias. Já Ligia Azzalis ressaltou a importância de se colocar em discussão a defesa dos direitos humanos. "A Prae estará sempre atenta, mesmo em momentos que o desrespeito a esses direitos não seja tão óbvio", ela alertou, ao finalizar com a citação da letra de Novo Tempo, música de Ivan Lins.

Para Raiane Assumpção, é preciso construir uma cultura de diretos humanos dentro da universidade, na qual os princípios da declaração saiam dos regulamentos e documentos e entrem no dia a dia e nas falas das pessoas. "É uma tarefa árdua construir uma sociedade em que os direitos humanos sejam parâmetros. Falar deles é defender a dignidade humana, independente da condição social, da questão étnico-racial e da orientação sexual. A luta cotidiana é necessária".

ConcursoCulturalUnifesp 1
Professor Luiz Berni durante sua apresentação

Convidado para o evento, o professor, psicólogo e pesquisador do Centro de Educação Transdisciplinar (Cetrans) Luiz Berni conduziu uma reflexão a respeito da história dos direitos humanos, que está ligada a um processo de autoconsciência, além de abordar o assunto dentro do contexto atual. Para ele, falar de direitos humanos é uma utopia, pois é uma meta do ser humano que ainda está longe de ser alcançada, uma vez que a declaração foi idealizada como um grande código de ética planetário.

"Essa busca pela humanidade não é um processo que se iniciou em 1948, ao final da II Guerra Mundial, mas é algo de muito mais tempo. E mesmo assim ainda estamos longe de atingir os valores defendidos pela declaração. No Brasil, por exemplo, somente em 1988, com a promulgação da Constituição Federal, é que ela começou a ser de fato praticada no país", ele disse, ao relembrar as raízes históricas da violência com as quais o Brasil foi fundado. "Precisamos reconhecer essa violência para podermos vencê-la. Se não percebemos isso, não deixaremos de ser violentos", complementou.

Ao final da apresentação, foram abertas as perguntas do público presente para o professor Berni. Logo depois, ocorreu a premiação dos(as)estudantes. Confira abaixo os(as) vencedores(as) das quatro categorias do concurso cultural, que teve o apoio da FapUnifesp na compra dos prêmios. As obras estão expostas no térreo do prédio da Reitoria.

ConcursoCultural Vencedores 1

Categoria Conto (entregue pela docente Marina Mello - Campus Guarulhos)

1.º lugar Fernanda de Paula Nakata (Campus São José dos Campos)
2.º lugar Jade dos Reis Colpani (Campus Baixada Santista)
3.º lugar Diogo Oliveira Dias (Campus Guarulhos)
Menção honrosa Maíra Souza Dias (Campus Baixada Santista)

ConcursoCultural Vencedores 2

Categoria Desenho (entregue pela docente Gleiciane da Silva Aragão - Campus Diadema)

1.º lugar: Mariana Lucio de Oliveira (Campus Baixada Santista)
2.º lugar: Pauline de Oliveira Ribeiro (Campus Baixada Santista)
3.º lugar: Érica Silva Moraes (Campus Baixada Santista)
Menção honrosa: Mariana Lucio de Oliveira (Campus Baixada Santista)

ConcursoCultural Vencedores 3

Categoria Fotografia (entregue pelo docente André Bianco - Campus Diadema)

1.º lugar: Gleiciane Neves Medeiros (Campus Diadema)
2.º lugar Marcelo Tanami (Campus Guarulhos)
3.º lugar Izabelle Pereira da Silva (Campus Guarulhos)
Menção honrosa Clemil de Sousa Camelo (Campus Diadema)
Menção honrosa Marcelo Tanami (Campus Guarulhos)
Menção honrosa Mariana Lucio de Oliveira (Campus Baixada Santista)
Menção honrosa Octávio Bessa Luna (Campus Guarulhos)


ConcursoCultural Vencedores 4

Categoria Poesia (entregue pela docente Juliana Cespedes - Campus São José dos Campos)

1.º lugar Robson da Silva Reis (Campus Baixada Santista)
1.º lugar Octávio Bessa Luna (Campus Guarulhos)
1.º lugar Evandro Lima dos Santos (Campus Guarulhos)
Menção honrosa Robson da Silva Reis (Campus Baixada Santista)
Menção honrosa Beatriz Almeida Oliveira (Campus Osasco)

Fotos: Alex Reipert

Lido 1673 vezes Última modificação em Quinta, 20 Dezembro 2018 12:09

Mídia