Quinta, 08 Setembro 2016 17:03

Unifesp tem a melhor produtividade científica em 2015 entre as universidades federais

Número relativo de artigos publicados por docente é superior nas três principais bases de publicações científicas

Levantamento realizado pela Unifesp demonstrou que sua produtividade científica (número de publicações relativo ao número de docentes ativos) foi a melhor entre as universidades federais durante o ano de 2015. Foram consultadas as bases do Web of Science, Science Direct e Scopus e consideradas as produções de artigos em periódicos, artigos em eventos e revisões. Dependendo da base, a Unifesp contribuiu com 3,6 a 5,0% de toda a produção brasileira no período. Foram analisados os dados de universidades públicas que contribuíram em conjunto para mais de 80% da produção nacional. Dentre as universidades públicas, apenas da USP e Unicamp estão à frente da Unifesp.

Em termos de contribuição da Unifesp para o conjunto de publicações brasileiras registradas no Web of Science, 17 áreas se destacaram com participação superior a 10% de toda a produção nacional na área:

Oftalmologia - 39,7%
Alergologia - 27,0%
Substâncias de abuso - 26,8%
Reumatologia - 24,5%
Ginecologia Obstétrica - 19,7%
Sistema Respiratório - 17,0%
Transplante - 16,3%
Psiquiatria - 16,0%
Otorrinolaringologia - 15,5%
Pediatria - 15,1%
Medicina Geral Interna - 15,0%
Urologia e Nefrologia - 14,5%
Arte - 14,3%
Endocrinologia e Metabolismo - 13,6%
Cirurgia - 11,7%
Medicina de Pesquisa Experimental - 10,1%
Hematologia - 10,1%

“Os dados demonstram a excelência em pesquisa da Unifesp e indica que temos cumprido com qualidade nossa missão, apesar das dificuldades de financiamento para a Ciência. Além das áreas de pesquisa destacadas pelo quantitativo, vemos diversas outras áreas de pesquisa que surgiram na Unifesp com a expansão dos novos campi e que contribuirão cada vez mais para a produção da Unifesp e do Brasil”, afirma a reitora Soraya Smaili.

“Temos trabalhado para organizar grandes temas de pesquisa na Unifesp, o que certamente produzirá efeito sobre esses indicadores. Também estamos atentos a elevar a projeção das pesquisas da Unifesp e melhorar ainda mais as citações aos nossos trabalhos”, afirma Débora Amado Scerni, pró-reitora adjunta de pós-graduação e pesquisa.

Seguem tabelas completas:

tabela 1

Artigos publicados na Web Science - 2015

 

Lido 10148 vezes Última modificação em Quinta, 23 Novembro 2017 17:35

Mídia