Quinta, 18 Agosto 2016 16:52

Departamento de Pediatria debate violência contra criança e adolescente

O evento marca a criação de um núcleo voltado aos cuidados desse público

Por Mariane Santos

Mesa de abertura composta, da esquerda para a direita, pela vice-diretora da Escola Paulista de Enfermagem, Maria Magda Ferreira Gomes Balieiro; o assessor da diretoria do Campus São Paulo, Rudolf Wechsler; pró-reitora adjunta de Assuntos Estudantis, Conceição Vieira da Silva Ohara; a diretora técnica do Hospital São Paulo, Sandra de Oliveira Campos; e a chefe do Departamento de Pediatria, Ana Lúcia Goulart.
Mesa de abertura composta, da esquerda para a direita, pela vice-diretora da Escola Paulista de Enfermagem, Maria Magda Ferreira Gomes Balieiro; o assessor da diretoria do Campus São Paulo, Rudolf Wechsler; a pró-reitora adjunta de Assuntos Estudantis, Conceição Vieira da Silva Ohara; a diretora técnica do Hospital São Paulo, Sandra de Oliveira Campos; e a chefe do Departamento de Pediatria, Ana Lúcia Goulart.

O Departamento de Pediatria da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) realizou, na manhã de quinta-feira (18/8), a abertura do I Fórum sobre Violência Contra Criança e Adolescente no Anfiteatro Bóris Casoy.

A mesa de abertura contou com a participação da pró-reitora adjunta de Assuntos Estudantis, Conceição Vieira da Silva Ohara, representando a reitora Soraya Smaili; a chefe do Departamento de Pediatria, Ana Lúcia Goulart; a vice-diretora da Escola Paulista de Enfermagem, Maria Magda Ferreira Gomes Balieiro, representando a diretora Janine Schirmer; o assessor da diretoria do Campus São Paulo, Rudolf Wechsler, representando a diretora Rosana Puccini; e a diretora técnica do Hospital São Paulo, Sandra de Oliveira Campos, representando a direção do hospital.

Participaram do evento estudantes, enfermeiros, pediatras e médicos de outras especialidades interessados pelo tema.

Foram discutidos os seguintes assuntos: o fenômeno da violência contra criança e adolescente, o papel do pediatra e equipe de saúde, o papel do judiciário e a relação com o setor saúde, experiência de um núcleo de atendimento à criança vítima de violência sexual e importância do atendimento em rede e a situação atual do atendimento no complexo Hospital São Paulo, com palestrantes convidados.

Durante a abertura, Ana Lucia destacou a importância de se debater o tema, causas e as negligencias que acometem crianças e adolescentes no Brasil. Ela apresentou dados e pontuou o quão grave são as causas de óbito. “Com a organização desse evento, o departamento cumpre um papel significativo na promoção e bem-estar da população. Mesmo para nós profissionais é difícil identificar a violência e, para isso, precisamos evoluir nesse cuidado”.

Ela ainda explicou que o fórum marca a criação do Núcleo de Apoio a Assistência de Crianças e Adolescentes vítimas de violência, que faz parte do Departamento de Pediatria.

Conceição, que é enfermeira pediátrica, parabenizou a iniciativa e ressaltou o valor do preparo do profissional. “Temos que entender quando a criança pede socorro e ser atentos ao que ela fala. Vamos lutar pela nossa criança. É pelos erros e acertos que nós crescemos”.

Público formado por estudantes, enfermeiros, pediatras e médicos de outras especialidades.

Lido 8353 vezes Última modificação em Sexta, 02 Setembro 2016 12:01

Mídia