Imprimir esta página

Unifesp oferece vagas para voluntários(as) em diversas áreas da saúde

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), reconhecida pelo desenvolvimento de pesquisas científicas, oferece vagas para voluntários(as) em diversas áreas da saúde. Confira:

CAMPUS BAIXADA SANTISTA

01 - AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO JEJUM INTERMITENTE NA INGESTÃO CALÓRICA, COMPOSIÇÃO CORPORAL E NUTRICIONAL, FOME E SACIEDADE E PARÂMETROS HORMONAIS EM MULHERES SAUDÁVEIS

O Programa de Pós-Graduação em Nutrição (PPGNut) da Unifesp realiza pesquisa para avaliar a influência do jejum intermitente na ingestão calórica, composição corporal, fome e saciedade e nos parâmetros hormonais de mulheres saudáveis.

Podem participar mulheres praticantes de atividade física, com idade entre 20 e 46 anos e Índice de Massa Corporal (IMC) entre 18,5 e 29,9 kg/m2. Devem possuir disponibilidade para comparecer em cinco encontros no período da manhã, em jejum, na Departamento de Psicobiologia da Unifesp (Rua Loefgren, 1900 - Vila Clementino, São Paulo/SP). Não haverá ajuda de custo.

Serão excluídas aquelas que: utilizam medicamento/hormônio, medicamento ou suplemento que afete o sono e suplemento a base de cafeína; têm patologias preexistentes; são gestantes ou estão no pós-parto, na menopausa e/ou na menopausa precoce; trabalham à noite; sofrem de transtorno alimentar; acordam de madrugada para comer; ou que consomem bebida alcóolica.

As interessadas devem enviar uma mensagem para a pesquisadora Anelise Noronha pelo e-mail: anelisenoronha@unifesp.br.

02 - EFEITOS DE UM PROGRAMA DE MINDFULNESS EM INDIVÍDUOS COM LOMBALGIA CRÔNICA

O Campus Baixada Santista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) recruta voluntários(as) que sofrem com dor lombar crônica há pelo menos três meses para participar da pesquisa Efeitos de um Programa de Redução de Estresse baseado em Mindfulness (on-line) em indivíduos com lombalgia crônica, coordenada pela professora Alessandra Mussi Ribeiro, do Departamento de Biociências.

A meditação Mindfulness tem suas raízes no Budismo Theravada e pode ser definida como a consciência que surge ao prestar atenção de modo intencional, no momento presente e sem julgamentos. A prática não depende de qualquer aproximação com filosofias religiosas e tem se mostrado promissora no alívio da dor e na melhoria da incapacidade física.

Na pesquisa, os efeitos serão verificados por meio da análise dos níveis de dor, catastrofização da dor, função física e qualidade de vida. Informações sociodemográficas também serão solicitadas. Os(As) voluntários(as) serão divididos(as) aleatoriamente entre o grupo que realizará o programa MBSR, e o grupo que realizará alongamentos de forma on-line com a orientação de um fisioterapeuta. O grupo controle também realizará o programa MBSR após a finalização da intervenção do grupo experimental.

O programa MBSR on-line é gratuito e tem duração de oito semanas. Serão realizados encontros via Google Meet, com duração de 90 minutos, uma vez por semana, com aulas teóricas e práticas de meditação em grupo. Além disso, será necessária a prática diária de meditação fora dos encontros, com duração de 20 a 30 minutos, seis dias por semana.

As inscrições podem ser feitas por meio do formulário disponível neste link. Em caso de dúvidas, os(as) candidatos(as) podem entrar em contato pelo e-mail: alessandra.ribeiro@unifesp.br (pesquisadora responsável) ou bueno.juliana@unifesp.br (orientanda).

03 - AVALIAÇÃO DA COMPETÊNCIA MOTORA DE CRIANÇAS DE 5 A 14 ANOS

A competência motora é definida como a capacidade de um indivíduo ser proficiente em uma variedade de habilidades ou ações motoras finas ou grossas, essas estão relacionadas ao desenvolvimento das habilidades motoras fundamentais, ou seja, habilidades de estabilidade, locomotoras e manipulativas. Essas habilidades permitem a construção de repertório motor para a progressão de habilidades mais complexas, necessárias nos jogos, esportes e de outras atividades durante toda infância bem como na fase adulta.

A competência motora será avaliada por meio do protocolo de avaliação: MCA (Motor Competence Assessment) que consiste em 6 tarefas: (1) saltar em profundidade, (2) Saltos laterais, (3) correr 10 metros e pegar um objeto, (4) transferir-se de uma plataforma para outra por 20 segundo, (5) chutar uma bolar e (6) arremessar uma bola. A avaliação tem duração de 15 a 20 minutos.

Quem poderá participar: crianças com desenvolvimento típico de 5 a 14 anos de ambos os sexos.

O resultado dessa avaliação permitirá identificar o desenvolvimento da competência motora de seu(sua) filho(a), e auxiliará na orientação de práticas de atividades físicas e esportivas tanto escolares quanto extraescolares, aprimorando essa competência e auxiliando num estilo de vida mais saudável.

Caso tenha interesse em realizar a avaliação entre em contato com Cristina de Sá, professora do curso de Fisioterapia da Unifesp, pelo e-mail cristina.sa@unifesp.br.

04 - IMPACTO DA PANDEMIA DE COVID-19 NO NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA

O Laboratório de Epidemiologia e Movimento Humano (Epimov) do Campus Baixada Santista da Unifesp realiza pesquisa, em colaboração com outros oito países, para avaliar como a pandemia de covid-19 pode ter impactado alguns aspectos da sua saúde, sobretudo, no nível de atividade física e aptidão cardiorrespiratória de indivíduos adultos (18 anos ou mais).

A sua participação é gratuita e isenta de custos, e seus dados não serão compartilhados com outras pessoas e serão utilizados exclusivamente para envio individual do questionário de pesquisa. Antes de responder as perguntas, será apresentado o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido para a sua aprovação. Após a leitura e seu aceite em participar da pesquisa, o preenchimento do questionário levará, em média, 10 minutos apenas.

Para participar, basta acessar a página www.epimovunifesp.com.br. Nela, você encontrará o link para o questionário e informações sobre os pesquisadores responsáveis e instituições envolvidas.

05 - TRATAMENTO PARA MULHERES COM FASCIÍTE PLANTAR

O Instituto de Saúde e Sociedade (ISS/Unifesp) - Campus Baixada Santista recruta mulheres com fasciíte plantar e/ou esporão do calcâneo para tratamento fisioterapêutico por meio do método Pilates solo.

Para participar do estudo, é preciso ter entre 30 e 65 anos de idade, apresentar dor no calcanhar por mais de quatro meses, ter diagnóstico médico de fasciíte plantar e/ou esporão do calcâneo e não estar submetida a tratamento fisioterapêutico e de pilates no momento.

As voluntárias devem ter disponibilidade duas vezes por semana durante o período de dois meses. As interessadas podem entrar em contato com a pesquisadora Milena pelo WhatsApp®: (14) 98138-0802.

06 - TRIAGEM DE ADULTOS COM SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO

Projeto de Doutorado do Departamento de Ciências do Movimento Humano do Campus Baixada Santista da Unifesp está realizando triagem de adultos com síndrome do túnel do carpo para posterior avaliação, tratamento e acompanhamento.

Podem participar adultos entre 18 e 60 anos; IMC entre 18,5 e 25Kg; que apresentem laudo do exame de eletroneuromiografia, sintomas de dor e/ou dormência e/ou formigamento presentes nos últimos seis meses; e não ter feito tratamento nos últimos três meses, não ter feito cirurgia e não apresentar outras lesões no membro superior que usa para escrever.

Contato com Danielle Figueiredo (aluna de doutorado) pelo e-mail dani.figueiredo16@yahoo.com.br.

07 - MINDFULNESS E MINDFUL EATING EM PESSOAS OBESAS

O Grupo de Estudos da Obesidade (GEO) do Campus Baixada Santista da Unifesp recruta adultos para participar da pesquisa de mestrado intitulada Efeitos de uma intervenção on-line baseada em mindfulness e mindful eating em sujeitos com obesidade.

Comer com atenção plena (mindful eating) ajuda a desenvolver a consciência dos sinais da fome e saciedade, além de diminuir a ingestão de alimentos como forma de regular as emoções.

Para participar, é preciso ter entre 18 e 60 anos e Índice de Massa Corporal (IMC) entre 30 e 39,9 Kg/m2. Serão realizados oito encontros virtuais, toda segunda ou quinta-feira, das 19h às 20h30, a partir de fevereiro de 2022.

As inscrições devem ser feitas, exclusivamente, pelo e-mail: comerconsciente.geo@gmail.com.

08 - PILATES PARA HIPERTENSOS(AS)

Projeto de doutorado do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências da Saúde, do Campus Baixada Santista da Unifesp, recruta voluntários(as) com o objetivo de avaliar o efeito do método Pilates na saúde cardiovascular de indivíduos hipertensos.

Podem participar hipertensos(as) que se enquadrem nos seguintes critérios: ter entre 30 e 59 anos; estar sedentário por, pelo menos, seis meses; possuir liberação médica para prática de exercício físico; não apresentar doença muscular, articular ou óssea que possa comprometer a execução parcial ou total dos exercícios propostos; não usar anticoncepcional e/ou reposição hormonal (mulheres); não possuir lesão de órgão alvo, como por exemplo, nefropatia, cardiopatia; não ser fumante; e não ser etilista (alcoólatra).

Os(as) voluntários(as) do projeto realizarão quatro meses de Pilates de forma gratuita e uma bateria de exames como: ultrassom arterial, eletrocardiograma, exames laboratoriais, Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA, avaliações físicas e antropométricas. Esses exames serão realizados gratuitamente antes e após o período de treinamento.

As avaliações já começaram a ser realizadas, e o treinamento com a primeira turma terá início em janeiro. Os dias e horários de treinamento serão combinados com os(as) voluntários(as). As atividades serão realizadas no Dani Tavares Studio Pilates, localizado na Av. Conselheiro Nébias, 628, conjunto 33 - Santos/SP.

As inscrições deverão ser realizadas com Dani Tavares pelo WhatsApp®: (13) 99173-6007.

CAMPUS SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

01 - PESQUISA COM FAMILIARES E CUIDADORES(AS) DE IDOSOS(AS) SOBRE COMPROMETIMENTO COGNITIVO E SÍNDROMES DEMENCIAIS

O grupo de pesquisa Sistemas Cognitivos Artificiais da Unifesp desenvolve estudo observacional para avaliação do conhecimento de familiares e cuidadores de idosos sobre comprometimento cognitivo e síndromes demenciais como suporte ao desenvolvimento de sistemas digitais. Entre essas síndromes estão a doença de Alzheimer, a doença de Lewy, a demência vascular e a demência da Doença de Parkinson.

O trabalho, que foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa (CEP/Unifesp), visa conhecer melhor o perfil atualizado e mais recente de características sociodemográficas e culturais dos(as) cuidadores(as) (familiares e/ou não-profissionais) no Brasil e identificar quais são as demandas de informação sobre o tema que mais interessam aos familiares e cuidadores(as) deste grupo de pacientes.

Para participar, basta responder um questionário totalmente on-line por meio do link: https://redcap.link/cuidadores. Isso não levará mais de 15 minutos. Sua participação é de extrema importância, pois ajudará a compreender melhor o contexto dos cuidadores familiares e/ou não profissionais do Brasil.

Para qualquer esclarecimento, entre em contato pelo e-mail: walter.lima@unifesp.br.

CAMPUS SÃO PAULO

01 - AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO JEJUM INTERMITENTE NA INGESTÃO CALÓRICA, COMPOSIÇÃO CORPORAL E NUTRICIONAL, FOME E SACIEDADE E PARÂMETROS HORMONAIS EM MULHERES SAUDÁVEIS

O Programa de Pós-Graduação em Nutrição (PPGNut) da Unifesp realiza pesquisa para avaliar a influência do jejum intermitente na ingestão calórica, composição corporal, fome e saciedade e nos parâmetros hormonais de mulheres saudáveis.

Podem participar mulheres praticantes de atividade física, com idade entre 20 e 46 anos e Índice de Massa Corporal (IMC) entre 18,5 e 29,9 kg/m2. Devem possuir disponibilidade para comparecer em cinco encontros no período da manhã, em jejum, na Departamento de Psicobiologia da Unifesp (Rua Loefgren, 1900 - Vila Clementino, São Paulo/SP). Não haverá ajuda de custo.

Serão excluídas aquelas que: utilizam medicamento/hormônio, medicamento ou suplemento que afete o sono e suplemento a base de cafeína; têm patologias preexistentes; são gestantes ou estão no pós-parto, na menopausa e/ou na menopausa precoce; trabalham à noite; sofrem de transtorno alimentar; acordam de madrugada para comer; ou que consomem bebida alcóolica.

As interessadas devem enviar uma mensagem para a pesquisadora Anelise Noronha pelo e-mail: anelisenoronha@unifesp.br.

02 - AVALIAÇÃO DA SOBRECARGA E ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO DESENVOLVIDAS POR FAMILIARES CUIDADORES(AS) DE IDOSOS COM FRAGILIDADE CLÍNICA NO CONTEXTO DA PANDEMIA DE COVID-19

Pesquisadoras do Departamento de Saúde Coletiva da Escola Paulista de Enfermagem (EPE/Unifesp) estão realizando um estudo com objetivo de avaliar a sobrecarga e identificar as estratégias de enfrentamento de familiares cuidadores(as) de idosos com fragilidade clínica no domicílio.

O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Unifesp, e podem participar familiares que se identificam como cuidadores(as) principais de idosos com fragilidade clínica, acima de 18 anos, que convivem no mesmo domicílio durante a pandemia de covid-19. Você levará no máximo 20 minutos para responder um questionário e três escalas virtualmente neste link.

Sua identidade será preservada e o sigilo, garantido. Todas as informações pertinentes serão fornecidas pela pesquisadora Luana pelo e-mail: luana.vitro@unifesp.br.

03 - ASSOCIAÇÃO ENTRE COGNIÇÃO SOCIAL E CONSUMO DE ÁLCOOL POR JOVENS ADULTOS

O Programa de Pós-Graduação em Psicobiologia da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) recruta voluntários(as) de 18 a 25 anos para pesquisa que vai analisar a influência da cognição social sobre o consumo de álcool entre jovens adultos(as).

A primeira etapa do estudo será totalmente on-line, com algumas perguntas sobre suas características pessoais e consumo de bebidas alcoólicas. Suas respostas e a sua identidade estarão protegidas sob sigilo, com acesso apenas às pesquisadoras envolvidas.

Se você está nessa faixa etária e não apresenta nenhum transtorno psiquiátrico ou neurológico grave, participe acessando aqui.

04 - TREINAMENTO DE FORÇA: ABORDAGEM DE E-LEARNING ASSÍNCRONO PARA PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde Aplicada ao Esporte e à Atividade Física da Unifesp convida profissionais de Educação Física a participar de pesquisa de satisfação sobre a qualidade de uma videoaula, que compõe o estudo Treinamento de força: abordagem de e-learning assíncrono para profissionais de Educação Física.

Inicialmente, é preciso ver o conteúdo do vídeo e/ou da página interativa e, posteriormente, responder um rápido formulário de pesquisa de satisfação sobre o conteúdo do piloto. Acesse aqui.

Em caso de dúvidas, você poderá entrar em contato com o pesquisador responsável do estudo pelo e-mail valdemar.fernandes@unifesp.br.

05 - AS COOCORRÊNCIAS DE DIFERENTES IMPACTOS PSICOLÓGICOS DA COVID-19 NA SAÚDE MENTAL NO BRASIL

Desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Psiquiatria e Psicologia Médica do Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), a pesquisa visa quantificar os impactos da covid-19 em uma amostra da população brasileira e identificar possíveis fatores que podem contribuir para este impacto. Para participar, é preciso ter mais de 18 anos, e o tempo médio para preenchimento do questionário on-line é de aproximadamente 20 minutos.

Acesse aqui e participe.

06 - GRUPO DE ACOLHIMENTO A FAMILIARES E PESSOAS COM SEQUELAS DA COVID-19

A Unidade de Intervenção à Família e Comunidade (Unifac) da Escola Paulista de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo (EPE/Unifesp) com vagas abertas para acolhimento em grupo de familiares ou pessoas que apresentam qualquer sequela  pós-covid-19.

Os(as) interessados(as) podem realizar inscrição pelo e-mail: poscovidunifesp@gmail.com.

07 - ESCOLARIZAÇÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA DURANTE A PANDEMIA

Se você é pai/mãe/responsável ou professor(a) de algum(a) aluno(a) com deficiência que teve ou deveria ter tido aulas remotas durante a pandemia, venha participar de uma pesquisa com o objetivo de caracterizar a evolução da alfabetização de crianças do ensino fundamental por meio do ensino remoto durante a pandemia no ponto de vista de pais, mães e professores(as). Acesse os questionários abaixo:

Questionário para pais/mães/responsáveis

Questionário para professores(as)

08 - TRATAMENTO PARA DORES NA FACE E NO PESCOÇO

A Disciplina de Reumatologia da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) - Campus São Paulo recruta voluntários(as), com idade entre 18 e 65 anos, que possuem dores na face e no pescoço por, pelo menos, três meses. Os(as) candidatos(as) não podem apresentar histórico de doença reumática e/ou neuromuscular, como também não podem ser usuários de aparelho ortodôntico.

É importante que os(as) interessados(as) tenham disponibilidade para comparecer ao serviço para quatro consultas. Os(as) selecionados(as) passarão por avaliações médica e odontológica.

As inscrições devem ser feitas com a Dr.ª Carmen pelo WhatsApp® (11) 99931-2018 ou por e-mail: carmen.hoyuela@unifesp.br.

09 - PERFIL DE SAÚDE MENTAL E QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES COM MALFORMAÇÃO ARTERIOVENOSA CEREBRAL

O Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da Unifesp, em parceria com o Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, recruta pessoas com malformação arteriovenosa cerebral (tratada ou não tratada) para estudo sobre saúde mental e qualidade de vida em pacientes com esta condição.

O objetivo do trabalho é compreender melhor os impactos da doença na vida dos(as) pacientes e poder proporcionar um cuidado mais eficiente por parte da equipe multidisciplinar.

Se você é uma pessoa com idade entre 18 e 60 anos e tem ou teve malformação arteriovenosa cerebral, venha fazer parte da pesquisa. Caso conheça alguém que tenha, indique o estudo! A participação é totalmente voluntária, sem custos. Link para o formulário de participação

Contato para dúvidas: pesquisamavcerebral@gmail.com.

10 - ESTUDO PILOTO DE AVALIAÇÃO DE HABILIDADES FUNCIONAIS E COGNITIVAS E USO DE DISPOSITIVOS MÓVEIS EM IDOSOS

A Disciplina de Neurologia da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) seleciona pessoas com boa saúde para os testes de memória, raciocínio e função motora para estudo que pretende entender também como as pessoas usam tecnologias digitais.

Podem participar maiores de 20 anos de idade, sendo que pessoas com 50 anos (ou mais) são fundamentais para a pesquisa. Os(as) candidatos(as) não devem ter concluído ensino superior e não ter problemas neurológicos ou psiquiátricos em tratamento ou investigação.

Quem tiver interesse deverá agendar avaliação e se dirigir por meios próprios até a Escola Paulista de Medicina, na Vila Clementino, em São Paulo/SP. Se não puder participar, convide familiares ou amigos.

Entre em contato com o Dr. Alan Cronemberger Andrade, um dos responsáveis pela pesquisa, e agende a avaliação:

• WhatsApp®: +55 11 93948-4544 ou no link https://wa.me/5511939484544
• Telefone: (11) 5576-4848 (ramal VoIP 2085), das 9h às 16h em dias úteis
• E-mail: alan.andrade@unifesp.br

11 - GRUPOS DE ATENDIMENTO EM TERAPIA FAMILIAR, DE CASAL E DE LUTO

A Unidade de Intervenção à Família e Comunidade (Unifac) da Escola Paulista de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo (EPE/Unifesp) está com vagas abertas para os seguintes atendimentos:

- Terapia familiar e de casal, cujos membros vivenciem dificuldades familiares;
- Grupo de luto terapêutico voltado a pessoas em situação de perda na família.

Os(as) interessados(as) devem realizar inscrição pelo e-mail familiaunifesp@gmail.com ou pelo telefone (11) 5576-4848, ramal 1778, para agendar uma entrevista inicial, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h (falar com Marlene).

12 - AVALIAÇÃO DA COGNIÇÃO SOCIAL NO ENVELHECIMENTO NORMAL E NA EVOLUÇÃO DA DOENÇA DE ALZHEIMER

Pesquisadoras do Serviço de Atendimento e Reabilitação do Idoso (SARI) do Centro Paulista de Neuropsicologia (CPN) do Departamento de Psicobiologia da EPM/Unifesp - Campus São Paulo realizam estudo com objetivo de avaliar a cognição social em idosos(as) com diagnóstico de Doença de Alzheimer (DA).

Podem participar do estudo pessoas acima de 60 anos que tenham sido diagnosticadas com DA. A avaliação consiste em dois encontros virtuais com o(a) idoso(a) diagnosticado(a) na qual será feita uma avaliação neuropsicológica breve e avaliação da cognição social, além de um encontro virtual com o familiar. Cada encontro tem duração média de uma hora. Os(as) interessados(as) devem entrar em contato pelo e-mail sari.atendimentos@gmail.com. Sua identidade será preservada e o sigilo, garantido.

Todas as informações pertinentes serão fornecidas pela pesquisadora Gabriela Carneiro Martins pelo e-mail: carneiro.gabriela29@unifesp.br.

13 - AVALIAÇÃO DO IMPACTO DA PANDEMIA DE COVID 19 NA SAÚDE MENTAL EM ADULTOS

Pesquisadoras do Departamento de Saúde Coletiva da Escola Paulista de Enfermagem (EPE/Unifesp) - Campus São Paulo estão realizando um estudo com objetivo de analisar o impacto da pandemia de covid-19 na saúde mental da população adulta.

Podem participar do projeto, que foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Unifesp, pessoas acima de 18 anos, independente de gênero e da região em que reside no Brasil. Sua identidade será preservada e o sigilo, garantido.

Para participar, basta responder um questionário e quatro escalas virtualmente neste link. Contato para mais informações: cruz@unifesp.br.

14 - AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA RESISTIDO E POSTURAL EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES DE 10 A 14 ANOS EM ACADEMIA

A disciplina de Medicina Esportiva da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) - Campus São Paulo convida crianças e adolescentes com idade entre 10 e 14 anos para participarem de um estudo que busca avaliar um programa resistido e postural, visando ao fortalecimento muscular e neuropsicomotor básico em atividades assistidas. 

Tal atividade pode melhorar a postura na rotina dos adolescentes (mochilas pesadas) e capacitação para atividades coletivas (futebol, vôlei, basquete, tênis) o que é cada vez mais desejado como ferramenta de saúde. "O incentivo a atividade física e a mobilidade são muito importantes para o combate ao sedentarismo e obesidade na criança e adolescente. Nos países onde há o crescimento da obesidade, o treino resistido tem sido cada vez mais estimulado para crianças acima de 10 anos de idade", explica Alberto Pochini, docente do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da EPM/Unifesp e orientador do estudo. "Incentivar desde cedo a pratica de atividade física básica de força tem como finalidade além de permitir uma evolução física sadia, agir na prevenção de problemas nas articulações e lesões músculos-esquelético no futuro", completa Pochini.

As atividades podem ser realizadas em ambientes controlados como em academias com espaço para treinos funcionais voltados para este fim. Os(as) interessados(as) em participar do estudo devem entrar em contato com o pesquisador Michel Neme, pelo e-mail: michelsneme@hotmail.com, informando o nome completo da criança/adolescente e do responsável, telefone, idade e período de preferência (manhã ou tarde).

15 - SONO E HUMOR DE ATLETAS DE ESPORTES COLETIVOS DURANTE A PANDEMIA DE COVID-19

O Laboratório Interdisciplinar em Fisiologia e Exercício (LAIFE/Unifesp) deseja avaliar o sono e o humor de atletas de esportes coletivos durante esse período tão difícil de nossas vidas.

Serão avaliados atletas de categorias de base e profissionais de esportes coletivos de todo o estado de São Paulo. Acredita-se que, minimamente, os trabalhos físicos estão sendo realizados, mas com o isolamento os treinos técnicos e táticos não são possíveis.

A pesquisa é totalmente on-line via link do Google Forms. Se você que é atleta e está vendo esse post, ou se você conhece alguma equipe ou membro de comissão técnica, entre em contato: 11 98391-5491 / jorge.tavares@unifesp.br / 12 98110-1429 / diniz.iago@unifesp.br / 11 98398-2704 / brunsfrbsilva@gmail.com.

16 - REFLEXOS DA QUARENTENA E ISOLAMENTO SOCIAL SOBRE USO DE DROGAS E COMPORTAMENTOS DE VIOLÊNCIA

O Departamento de Psicobiologia da Unifesp convida voluntários(as) para pesquisa com objetivo de avaliar os reflexos da quarentena e do isolamento social devido à pandemia por covid-19 sobre comportamentos de violência e uso de substâncias psicoativas (como por exemplo: bebidas alcoólicas, derivados do tabaco, maconha, entre outras). 
 
Para participar basta, é preciso ter mais de 18 anos. Não é necessário ser usuário de algum tipo de substância psicoativa! O questionário on-line é totalmente anônimo e tomará cerca de 5 minutos do seu tempo. Clique aqui para acessá-lo. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: silva.ingrid@unifesp.br.

 

 

Lido 333272 vezes Última modificação em Quarta, 21 Setembro 2022 12:46

Mídia