Entre muros e pontes: diálogos entre universidade e prisão

Evento de encerramento da exposição Africanidades tem inscrições abertas até 30/7

No dia 30 de julho, a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) promove a mesa redonda Entre muros e pontes: diálogos entre universidade e prisão, evento de encerramento da exposição Africanidades.

Além de fomentar o debate sobre os problemas que atingem o sistema prisional brasileiro, a partir de experiências diversas, a atividade visa ainda discutir sobre as possibilidade de atuação da universidade e suas contribuições para a superação desses problemas. Para tanto, o evento conta com a presença de docentes da Unifesp e representantes do Núcleo de Situação Carcerária da Defensoria Pública do Estado de São Paulo e da sociedade civil organizada.

A exposição Africanidades traz obras produzidas por pessoas presas e que fazem parte do projeto desenvolvido pela escola vinculadora responsável pela oferta de educação formal no presídio Parada Neto, localizado na cidade de Guarulhos. Lá também acontece o projeto Remição penal pela leitura: dos direitos educativos ao acesso à Justiça, uma iniciativa de extensão criada por professoras dos campi Guarulhos e Osasco da Unifesp.

A mostra, que já esteve no Campus Guarulhos, encontra-se na Reitoria e seguirá, posteriormente, para o Campus Osasco.
Serviço:
Entre muros e pontes: diálogos entre universidade e prisão
Data e horário: 30 de julho, das 10h30 às 12h30
Local: Auditório da Reitoria da Unifesp
End.: Rua Sena Madureira, 1500 – Vila Clementino – São Paulo/SP
Inscrição
Evento Entre muros e pontes

Lido 1352 vezes Última modificação em Terça, 30 Julho 2019 10:45

Mídia