Bandar Live Casino
Quinta, 14 Setembro 2023 15:54

Pró-reitores(as) de pós-graduação e pesquisa de universidades federais se reúnem para debater oportunidades e novas diretrizes na área

Evento sediado na Unifesp receberá representantes de instituições públicas de ensino superior de todas as regiões do país; um dos destaques será a prévia do Novo Plano Nacional de Pós-Graduação, em elaboração para 2024

Por Denis Dana

Na próxima segunda-feira, 18 de setembro, a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) sediará a reunião do Colégio de Pró-Reitores de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação das Universidades Federais (Copropi), órgão que assessora a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), com presença de representantes de instituições de todas as regiões do país. Em pauta, estarão as parcerias, oportunidades e estratégias para o fortalecimento e desenvolvimento dessa área acadêmica.

O evento também contempla na programação um espaço especial dedicado ao Novo Plano Nacional de Pós-Graduação (PNPG), que será elaborado para vigorar em 2024. “Trata-se de um documento com novas diretrizes que devem ser inseridas nas políticas públicas para o desenvolvimento do Sistema Nacional de Pós-Graduação”, explica Esper Abrão Cavalheiro, docente da Unifesp e presidente da comissão especial para elaboração do Novo Plano Nacional de Pós-Graduação Capes.

“Nesta sétima edição do Plano Nacional, que ainda está em construção e que deve valer de 2024 a 2028, há recomendações inéditas que se iniciam com a centralização na qualidade do(a) egresso(a), mestre e doutor(a), bem como seu envolvimento com duas grandes questões: os problemas nacionais ainda não solucionados, como educação básica, desigualdade, fome e cidadania, além da preservação da Amazônia e dos oceanos, e, ao mesmo tempo, o desenvolvimento contemporâneo da ciência, tecnologia e inovação, com o avanço do mundo virtual e da Inteligência Artificial, apenas para citar como exemplos”, descreve Cavalheiro. “É um imenso e relevante desafio, dado que este talvez seja o último período em que o país tem, ainda, mais jovens que adultos e idosos. O futuro será incerto se não tentarmos acertar agora”, ressalta.

Para Fernando Atique, pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa da Unifesp, “este é um momento importante para essa área acadêmica, de modo que a nossa universidade se sente honrada em sediar o evento que permitirá o alinhamento do colégio nacional de dirigentes em torno de temas fundamentais para a reconstrução da ciência nacional, como a discussão sobre fomento à pesquisa, e as estratégias de divulgação de resultados”.

“A Unifesp tem grande expectativa com a aprovação do Plano Nacional, que está sendo capitaneado por Esper Cavalheiro, que já foi pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa da instituição e que sempre teve um olhar astuto e inovador para os sistemas de pós-graduação e de pesquisa nacionais, ao lado de personagens importantes da ciência nacional, como a Helena Nader, hoje presidente da Academia Brasileira de Ciências e já ocupante do cargo de pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa. O PNPG, afinal, cria condições de organização de ações inovadoras e de extravasamento de demandas reprimidas na escala local, ou seja, nos programas de pós-graduação, por onde grande parte da formação dos quadros para ciência, tecnologia, inovação e erudição nacionais se dá”, conclui Atique.

 

Lido 182 vezes Última modificação em Quarta, 20 Setembro 2023 21:55

Mídia