Bandar Live Casino
Quarta, 04 Janeiro 2023 11:22

Projeto da Unifesp conscientiza população sobre vacinas e doenças imunopreveníveis

@Vaci.amar propõe atividades de extensão que disseminam informações sobre vacinação à sociedade

Por Paula Garcia

Logotipo do projeto Vaciamar com fundo azul claro, com o nome do projeto em branco em cima de um borrão em azul mais escuro. No meio da imagem temos o desenho da um braço com jaleco branco, segurando uma seringa onde na ponta existe um coração em vermelho.

Com início em agosto de 2022, o projeto de extensão @Vaci.amar: ações em vacinação realiza atividades em saúde voltadas à imunização de doenças imunopreveníveis. A iniciativa conta com a participação de 12 estudantes e a coordenação de três docentes da disciplina de Puericultura e Pediatria Social do Departamento de Enfermagem Pediátrica da Escola Paulista de Enfermagem (EPE/Unifesp) – Campus São Paulo.

“A intenção é disseminar informações científicas de forma fácil, acessível e sem jargões científicos, de modo a levar conhecimento e combater fake news sobre a temática”, explica a professora Anneliese Domingues Wysocki, uma das coordenadoras da iniciativa. Até o momento, o perfil @vaci.amar.unifesp, criado no Instagram, conta com 580 seguidores(as) e faz publicações voltadas ao público em geral sobre vacinação, vacinas e doenças imunopreveníveis.

Cinco mulheres participantes do projeto.
Da esquerda para a direita: Mariana, Laura, Anneliese, Lívia e Tânia, na capacitação sobre vacinação.

Considerando o papel que as mídias sociais possuem na veiculação de informações em saúde, e por meio da compreensão do tema pela sociedade, o projeto pretende melhorar o conhecimento da população e combater fake news sobre vacinação, o que possibilitará elevar as taxas de cobertura vacinal de crianças e adolescentes, que se encontram abaixo do esperado.

“A sociedade tem muito a ganhar com o projeto, visto que a temática em questão possui importância internacional no quesito prevenção de doenças. Sabe-se que a vacinação se trata de uma medida de prevenção individual e coletiva segura e efetiva e que, historicamente, livrou muitos(as) do acometimento de doenças imunopreveníveis. No entanto, têm-se revelado que a aceitação das vacinas não é universal entre pais/responsáveis de crianças e adolescentes, o que ocorre por diversas razões, incluindo a falta de conhecimento e o consumo de informações não fidedignas sobre o assunto”, afirma a docente.

Print screen da tela da reunião virtual do grupo, com doze participantes.
Reunião virtual das integrantes do projeto para a discussão das estratégias de alcance dos objetivos traçados.

Os próximos passos do projeto são a continuação da ação educativa por meio do perfil no Instagram, como também formar e fortalecer parcerias com Unidades Básicas de Saúde do Município de São Paulo para a elaboração de estratégias que visem aumentar a cobertura vacinal entre crianças e adolescentes.

 

Lido 966 vezes Última modificação em Quarta, 01 Março 2023 13:15

Mídia