Quarta, 11 Setembro 2019 16:06

Pesquisa da EPM/Unifesp recebe Prêmio Capes de Tese de 2019

Estudo visa conhecer os mecanismos para o desenvolvimento de terapias que melhoram a qualidade de vida de pacientes com câncer

Por Daniel Patini

CapesTeses2019

A tese de doutorado do pesquisador Nelson Inácio Pinto Neto, orientada por Claudia Maria da Penha Oller do Nascimento e coorientada por Marília Cerqueira Leite Seelaender e Lila Missae Oyama, recebeu o Prêmio Capes de Tese - Edição 2019, na categoria Nutrição. O resultado com os selecionados para o prêmio, que teve recorde de inscrições, com 1.140 candidaturas, foi divulgado na sexta-feira (6/9). O documento trouxe os escolhidos em cada uma das 49 áreas de avaliação e mais 93 trabalhos que receberão menções honrosas.

Defendido no Programa de Pós-Graduação em Nutrição e desenvolvido na Disciplina de Fisiologia da Nutrição do Departamento de Fisiologia da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) - Campus São Paulo, o trabalho intitulado "Tecido adiposo no câncer caquexia: papel da ANGPTL-4, GDF-15 e processo inflamatório" contribui para o entendimento dos processos envolvidos no desenvolvimento tumoral e caquexia, uma síndrome clínica complexa associada ao câncer, caracterizada pela anorexia, perda de peso, de massa muscular e adiposa. Dessa forma, ele poderá colaborar com o desenvolvimento de terapias para a melhora da qualidade de vida de pacientes com câncer.

“Essa conquista é fruto de um trabalho árduo que nosso grupo vem desenvolvendo há anos. Mesmo com tantos obstáculos e dificuldades, conseguimos produzir ciência e conhecimento de qualidade. Ficamos imensamente honrados por esse prêmio, o qual representa uma grande conquista não apenas para nós, mas também para o Programa de Pós-Graduação em Nutrição e para a Disciplina de Fisiologia da Nutrição da EPM/Unifesp e também para o Cancer Research Group do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB-USP)”, comemora o pesquisador.

Sobre o prêmio

Concedido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o Prêmio Capes de Tese condecora, desde 2005, as melhores teses de doutorado aprovadas nos cursos de pós-graduação reconhecidos no Sistema Nacional de Pós-Graduação em cada uma das 49 áreas de avaliação. Os critérios de premiação consideram a originalidade do trabalho e sua relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação.

Para o Grande Prêmio – oferecido com os institutos Serrapilheira e Ayrton Senna e que será realizado em novembro –, três comissões formadas por indicação do presidente da Capes escolherão as vencedoras, sendo uma por cada colégio de avaliação: Humanidades, Ciências da Vida e Ciências Exatas, Tecnológicas e Multidisciplinar. Além disso, haverá premiações especiais, concedidas em parceria com a Comissão Fulbright e a Fundação Carlos Chagas.

Com informações da Redação CCS/Capes

 

Lido 1834 vezes Última modificação em Sexta, 20 Setembro 2019 14:28

Mídia